Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

sexta-feira, 30 de junho de 2017

AGENTES DE SAÚDE PROTESTAM POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO.


Cerca de 150 agentes comunitários de saúde da rede municipal fizeram na manhã da sexta-feira 23/06 uma manifestação na frente da Prefeitura de Campo Grande-MS, na Avenida Afonso Pena, na região central, cobrando uma resposta das reivindicações feitas pela categoria à Secretaria Municipal da Saúde.

Com carro de som e cartazes, os agentes se reuniram por volta das 11h30 na frente da sede da Pasta, a dois quarteirões da sede do Executivo, e caminharam gritando palavras de ordem pela calçada, para não prejudicar o trânsito.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Campo Grande, Marcos Tabosa, a lista de reivindicações da categoria inclui desde o acréscimo de 20% sobre o salário base, atualmente em R$ 1.014, como adicional por insalubridade até um plano de carreira e mudanças na jornada de trabalho passando das 40 horas semanais atuais para 30, sendo as outras dez sendo divididas em duas por dia para preenchimento dos relatórios.

“São pautas importantes, já que lidamos com portadores de doenças infecciosas, como turbeculose”, disse a agente de saúde Luzineide de Araújo, 49 anos, há 19 deles na profissão.

“Discutimos essa manifestação com os servidores da área em assembleia e todo mês repetiremos até que as demandas sejam atendidas”, apontou o presidente do sindicato.”Estou conversando com a secretaria atrás de uma solução. Como não fui atendido,decidimos fazer (o protesto)”, completou Tabosa.

Depois de cerca de meia hora de manifestação, parte do grupo de funcionários já havia se dispersado até a conclusão desta reportagem. Nenhuma ocorrência foi registrada durante o ato.

FONTE: CAMPO GRANDE NEWS


quinta-feira, 22 de junho de 2017

AGENTES DE SAÚDE RECEBERÃO BENEFÍCIOS ATRASADOS


Neste 20/06, o superintendente do tesouro, secretário de Fazenda, Márcio Monteiro, garantiu pagamento de benefício aos agentes municipais de Campo Grande-MS. O valor que representa 14,5% do salário está previsto em lei desde abril do ano passado, porém, não era repassado.  
Após manifestações de servidores na Assembleia Legislativa, deputados se reuniram hoje na Secretaria de Fazenda (Sefaz). Além de Márcio Monteiro, estavam presentes os parlamentares Paulo Siufi (PMDB), o líder do Governo na Casa, Rinaldo Modesto (PSDB) e o presidente do Sindicato dos Servidores Municipal (Sisem), Marcos Tabosa.
Apesar do encontro, o acordo tratado beneficia apenas os agentes comunitários de saúde. Já as tratativas relacionadas aos agentes comunitários de endemia e agentes de saúde pública não foram definidas.
"Esses servidores estão desde o ano passado sem receber o acordo. O valor da dívida total era de mais de dois milhões", declarou Siufi. Diante do acordo firmado com parte dos trabalhadores, a dívida caiu para R$ 954 mil.
A Sefaz vai liberar os valores retidos a partir de junho deste ano. "Os pagamentos serão feitos de duas em duas parcelas por mês. Ou seja, junho agora serão repassados dois valores, agosto mais dois, até outubro", explicou Siufi.
FONTE: CORREIO DO ESTADO

terça-feira, 20 de junho de 2017

GREVE NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE EM PERNAMBUCO



Companheiros e companheiras de todo Brasil, Neste 20/06, Como foi Convocada pela FENASCE - Federação Nacional dos dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias uma Paralisação Nacional, Aqui em Recife-PE, foi organizada pelo SINDACS-PE, Onde dividiu a paralisação na capital do estado e nos municípios de Bezerro e Garanhuns.

Aqui na capital do estado além do foco principal da paralisação que é em prol do reajuste do Piso Salarial Nacional que a mais de 3(três) anos está sem reajuste, Também foi cobrado o cumprimento da LEI 14.545/11, Que conhecida como PROJETO DOS AGENTE PROTEGIDO, Onde foi recebido uma comissão no Palácio do Governo do Estado e ficou combinado se formar um GT(Grupo de Trabalho), Entre representantes da categoria e secretários estadual entres eles o da saúde.


Infelizmente não se contou com grande número dos Agentes de Saúde na paralisação, Além dos profissionais se contou com a presença de Diretores do SINDACS-PE, e Diretores do SINDACERME.


ACS MABEL e BIO ACS EM RECIFE-PE.



Minha pessoa também se fez  presente no evento, Como muitos já sabe, Hoje a primeira vez na minha vida estou como diretor de um sindicato, Mas digo,afirmo e confirmo que não defendo partido nem sigla e sim a categoria em 1º lugar.

Por isto não concordo e nem aceito que a categoria sofra por pessoas que queiram defender siglas ou partidos em nome da categoria, Acredito que nosso maior obstaculo é a gestão sem compromisso com os profissionais em todo Brasil além dos pelegos que diz nos representar.

Pois a categoria já não aguenta mais tantos discursos bonitos, Elogios e tapinhas nas costa, Acredito se você se diz defender a categoria !, Não se deve dizer uma coisa e tomar outras atitudes que não corresponder com a realidade e nem com a verdade e só enfraquece a categoria em todo País.


BIO ACS
A CATEGORIA EM 1º LUGAR

segunda-feira, 19 de junho de 2017

NOSSO BLOG COMPLETA 7 ANOS !!!


É verdade companheiros e companheiras de todo Brasil, Nosso Blog neste 19/06/2017, Completa mais um ano vida, Junto e com a CATEGORIA EM 1º LUGAR.

Nosso Blog esta sempre acompanhando e divulgando as notícias relacionada a nossa categoria em todo Brasil.

Vendo nossas dificuldades estamos sempre na luta para mostrar, divulgar e organizar nossas forças em prol para tentamos a solução de nossos problemas.

Hoje vemos a grande falta de consideração, Falta de Respeito e descumprimento de leis dos políticos do  País contra a nossa categoria.

Mas até hoje estamos firme e forte fazendo mais ano levando sempre informação para nossa a categoria doa em quem doer.


BLOG BIO ACS É VIDA
A CATEGORIA EM 1º LUGAR

sábado, 17 de junho de 2017

AGENTES DE SAÚDE, 3(TRÊS) ANOS SEM REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL


É verdade companheiros e companheiras de todo Brasil, Após 3(Três) Anos da sanção Piso Salarial Nacional dos Agentes de Saúde, Não teve nenhum reajuste e pior de tudo é´que não se tem nem previsão de reajuste.

Acredito que isto já passou e muito com a falta de respeito com os profissional, Pois os profissional já estão cansados de discursos bonitas e elogios.

As vezes não dar nem para acreditar que está acontecendo isto !,
Mas o que a gente ver, É muita manobra do governo federal.

Parece que a lei neste País não funcional e a constituição não serve para nada, Pois eles não usam do "DEVER" e sim do "PODER". e fazem o que querem, quando querem e para quem querem !!!


UMA TOTAL FALTA DE RESPEITO COM A CATEGORIA

BIO ACS
A CATEGORIA EM 1º LUGAR

quinta-feira, 15 de junho de 2017

GREVE GERAL NACIONAL DOS ACS E DOS ACE, NO DIA 20/06/2017, EM PERNAMBUCO JÁ ESTA ORGANIZADA.



É verdade companheiros e companheiras de todo Brasil, Como já foi divulgado em várias mídias à respeito da GREVE GERAL DOS AGENTES DE SAÚDE EM TODO BRASIL, Neste dia 20/06/2017, Através da FENASCE - Federação Nacional dos ACS e dos ACE.

No estado de Pernambuco já tem uma programação para a GREVE GERAL NACIONAL, Lançando pelo SINDACS-PE,



Concentração às 09:00 Horas, Em frente ao prédio da Assembléia Legislativa de Pernambuco, Que fica na Rua: Aurora, Nº 631, Bairro da Boa Vista - Recife-PE.





domingo, 11 de junho de 2017

CONACS - CONVOCAÇÃO GERAL EM PROL DO REAJUSTE PISO SALARIAL NACIONAL DA CATEGORIA


A CONACS – Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Combate as Endemias, por intermédio de sua diretora Presidente, no uso de suas prerrogativas estatutárias, vem por meio desta CONVOCAR todas as suas Federações e Sindicatos filiados e seus respectivos representantes, bem como convidar os demais interessados para fazerem-se presentes em Brasília na Câmara Federal nos dias 13 e 14 de junho de 2017 para articular e acompanhar o tramite do PL 6437/2016 (adequação das atribuições do ACS e ACE) na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e participar da reunião da Comissão Especial da PEC 22- A/2011 (REAJUSTE DO PISO SALARIAL).


A presença de todas as Federações e Sindicatos filiados a CONACS bem como todos os ACS e ACE do Brasil fortalecerá a luta para alcançarmos nossos objetivos.
Sua presença é fundamental.

A UNIÃO FAZ A FORÇA!
Fortaleza, 09 de Junho de 2017.
Ilda Angélica
Presidenteda CONACS

sexta-feira, 9 de junho de 2017

AGENTE DE SAÚDE TRABALHA A CAVALO


A agente de saúde usou um cavalo como meio de transporte
para fazer visitas a pacientes na zona rural de Santa Luzia, na região da Borborema da Paraíba, nesta terça-feira 06/06. Maria de Lourdes Farias explicou que teve a moto dela roubada no sábado 03/06 e até conseguiu outro veículo emprestado para trabalhar esta semana, mas, logo na primeira visita, o pneu furou.


Moto que era instrumento de trabalho de Lourdes foi roubada (Foto: Maria de Lourdes Farias/Arquivo Pessoal)

“O roubo foi na minha porta e a moto era meu instrumento de trabalho. Eu tenho que fazer visitas na zona rural, me deslocando de 30 a 50 km,contando ida e volta. Eu fiquei apavorada, desesperada. Consegui uma moto emprestada e quando cheguei no primeiro sítio,o pneu baixou. Mas parece que Deus coloca um meio de a gente trabalhar.
Na casa, tinha um cavalo selado e eu pedi emprestado”, explicou Lourdes.

O paciente que Lourdes foi visitar cedeu o animal e ela conseguiu fazer mais duas visitas em casas a cerca de 15 km de distância.“Foi tudo se resolvendo. O que mais me preocupa é o atendimento ao público, que é bem humilde. E a gente arranjou uma maneirade não atrapalhar o trabalho”, contou.

Como agente de saúde, Lourdes visita 35 famílias da zona rural de Santa Luzia para marcar exames, fazer encaminhamentos para médicos e odontólogos, entre outros. Ela trabalha na função há 25 anos.


FONTE: G1 PARAÍBA

sábado, 3 de junho de 2017

SAIBA TODA HISTÓRIA DOS ACS E ACE NO BRASIL.


Em 1991, o Programa de Agente de Saúde foi institucionalizado como política oficial do Governo Federal, por meio do Programa Nacional de Agentes Comunitários de Saúde (PNACS), vinculado à Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Em 1992, com a transformação do PNACS em PACS - Programa de Agentes Comunitários de Saúde, esta política passou a ser executada por meio de convênio entre a Funasa e as Secretarias Estaduais de Saúde, com a previsão de repasses de recursos para custeio do programa e o pagamento dos agentes, sob a forma de bolsa, no valor de um salário mínimo. No ano seguinte, o PACS já abrangia treze estados das Regiões Norte e Nordeste, com 29 mil ACS atuando em 761 municípios. Em 1994, o programa estava implantado em dezessete Estados e contava com um total de 33.500 agentes. No mesmo ano, o Ministério da Saúde institui o Programa Saúde da Família - PSF. Neste período, o PACS deixa de ser coordenado pela Funasa e passa à gestão da Secretaria de Assistência à 

Saúde, atualmente Secretaria de Atenção à Saúde – SAS, do Ministério da Saúde.

Em dezembro de 1997, a Portaria Ministerial nº 1.886 institui as normas e diretrizes para o Programa Saúde da Família e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde. A Portaria reconhecia a importância desses programas como estratégicos para a reestruturação da assistência à saúde e para consolidação do Sistema Único de Saúde.
Atualmente, o ACS faz parte da Política Nacional de Atenção Básica (Portaria nº 2.488, de 2011). Juntos, somam mais de 280 mil agentes cadastrados no país.

ACE:
Durante muito tempo, as ações de controle de endemias foram centralizadas pela esfera federal, que, desde os anos 70, era responsável pelos chamados 'agentes de saúde pública'. Mas, seguindo um dos princípios básicos do Sistema Único de Saúde (SUS), em 1999 as ações de vigilância passaram a ser descentralizadas e, hoje, o município é o principal responsável por elas.
Quando as ações de vigilância foram descentralizadas, em 1999, coube à Funasa capacitar e ceder aos estados e municípios seus 26 mil agentes, conhecidos como guardas sanitários, supervisores, guardas de endemias ou mata mosquitos.
Para dar conta de um processo formativo voltado a esses trabalhadores, surgiu o Programa de Formação de Agentes Locais de Vigilância em Saúde (Proformar), por meio de um convênio entre a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio - EPSJV , a Funasa e, mais tarde, a SGTES. O programa ofereceu cursos de formação inicial entre 2003 e 2006, com o objetivo de estimular a atuação dos agentes de modo mais articulado com a própria realidade. Em quase três anos, o Proformar qualificou 32 mil trabalhadores.

Desprecarização:
Emenda Constitucional Nº 51, de 1º de fevereiro de 2006, introduziu os § 4º, 5º e 6º ao art. 198 da Constituição Federal. Introduziu o ACS e ACE na Constituição, bem como o processo seletivo público como forma de contratação. Delegou a uma lei federal instituir o regime jurídico e a regulamentação das atividades destes profissionais.
Lei Nº 11.350, de outubro de 2006, estabeleceu a obrigatoriedade de vínculo direto dos agentes com órgão ou entidade da administração direta, autárquica ou fundacional. Definiu para os agentes o regime jurídico estabelecido pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, salvo se, no caso dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, lei local dispuser de forma diversa. Estabeleceu, também, as atribuições, atividades e pré-requisitos para a atuação dos agentes.
Emenda Constitucional Nº 63, de 04 de fevereiro de 2006, modificou o § 5º do art. 198, estabelecendo a necessidade de um piso salarial para ambas as categorias e a responsabilidade da União em oferecer assistência financeira complementar a Estados e Municípios. Delegou a regulamentação deste parágrafo a uma lei federal.
Lei Nº 12.994, de junho de 2014, estabeleceu um piso salarial nacional para esses profissionais, fixou o valor da assistência financeira complementar em 95% do piso salarial, criou o incentivo financeiro para fortalecimento de políticas afetas à atuação dos ACS e ACE.

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/acs-e-ace

FONTE: PORTAL DA SAÚDE