Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

NA MANHÃ DESSA QUINTA FEIRA OS AGENTES DE SAÚDE DE NATAL-RN DECIDIRAM SUSPENDER A GREVE POR 10 DIAS.


Após o movimento grevista do último dia 28/12, os agentes de saúde cobraram do SINDAS/RN, que fizesse uma assembleia específica da categoria, porque vários agentes  já haviam decidido voltar ao trabalho.

Cerca de 60 agentes que entraram pelo último concurso, estavam temerosos de continuar em greve, visto que,  o 13º e o salário de novembro foram pagos e dezembro ainda não pode ser considerado atrasado.  

Durante a reunião com o Prefeito Carlos Eduardo, realizada dia 21/12, foi dito por ele que a Prefeitura devia apenas o mês de novembro e que dezembro não estava atrasado, só poderia ser considerado atrasado a partir do 5º dia útil de janeiro.

Durante a  audiência pública realizada na Câmara Municipal dia 27/12, foi afirmado pela Secretária de Administração da Prefeitura, que a decisão do juiz de 1º Grau,  que obrigava a Prefeitura cumprir a lei orgânica e pagar os salários até o fim de cada mês, foi revogada pela decisão tomada pelo Pleno do Tribunal de Justiça, que decidiu que a Prefeitura de Natal pode pagar os salários até o 5 dia útil do mês subsequente.  

Diante do risco da categoria voltar ao trabalho e fragilizar o movimento atual e os futuros, considerando que o pagamento do MÊS DE DEZEMBRO NÃO ESTÁ EM ATRASO, e considerando que o décimo terceiro salário já foi adimplido, acionamos a Assessoria jurídica do SINDAS/RN, para se posicionar em relação aos riscos de continuar a greve, bem como, sobre o processo mencionado pela Prefeitura de Natal.  
Esse foi o entendimento da assessoria jurídica do SINDAS/RN, por meio do Advogado André galhardo:

“No meu entendimento, nesta data, caso a prefeitura já tenha pago novembro e o 13º, o Município está quitado, tendo em vista que eles conseguiram derrubar a liminar do SINSENAT no Agravo de Instrumento nº 2016.002200-5 e também derrubaram uma liminar do SINDSAUDE (proc nº 081178-45.2016.8.20.5001) através do Agravo de Instrumento nº 2016.002200-5. Existe ainda um processo de nº 0849484-92.2016.8.20.5001 da Associação dos Procuradores e Consultores Jurídicos do Município de Natal – APROCONAT, também querendo o pagamento em dia, na qual foi deferida liminar para pagamento até o 5º dia útil, sob pena de bloqueio judicial, ou seja, os próprios procuradores do Município, que são os advogados da Prefeitura estão entrando judicialmente contra o órgão. Voltando a nosso caso específico, até que esses agravos tenham o mérito julgado ou que saia nova liminar eles não estão "obrigados" pela Justiça a  pagar até o último dia útil, ou seja, a greve deve ser interrompida porque eles estão amparados para pagarem, pelo menos, até o 5º dia útil, inexistindo, portanto, atraso nos pagamentos, caso tenham quitado novembro e o 13º.  Após o 5º dia útil, caso não ocorra o pagamento poderemos efetivar nova greve e novas ações. Resumidamente, entendo que a greve deve ser paralisada neste momento, pois com o pagamento de novembro e do 13º eles não estão mais inadimplentes, tendo em vista que dezembro ainda não venceu”.

Diante de todos os fatos e levando em consideração a nossa responsabilidade quando se trata de greve, convocamos a assembleia para expor e ao final deliberar pela continuidade da greve ou pela suspensão provisória.
Após expormos todos os fatos, foi passada a palavra para categoria tirar suas dúvidas e expor seu ponto de vista. Após esgotados todos os questionamentos e ninguém se inscrever pra falar, foram colocadas em votação duas propostas:  

1ª- Continuar a greve por tempo indeterminado, independente do que aconteça;
2º- Suspender a greve até o dia 9/01/2017, com algumas condições, e caso dia 09/10 o pagamento de dezembro não amanheça nas contas, dia 10/10/2017 a greve ser retomada, com uma grande atividade na Secretaria Municipal de Saúde de Natal.
Com quatro votos contrários a categoria decidiu pela suspensão da greve até o dia 09/12/2016, com as seguintes condicionantes:

1)  Abono integral de todas as faltas decorrentes de assembleias, movimentos grevistas e impossibilidade de trabalhar, por causa da falta de vale transporte e de salário, no período de 13/12/2016 ao dia 30/12/2016, tudo mediante apresentação de listas de presença, declaração do SINDAS/RN ou documento formal da entidade de classe;

2)  Que não sejam descontados os auxílios alimentação dos dias abonados;
3)  Que seja agendada uma reunião para o inicio de janeiro de 2017, com objetivo de discutir os pontos de pauta específicos da categoria, em especial, as questões referentes aos agentes concursados, reajuste da GIDAS etc;

4)  Que a Gestão Municipal, por meio dos Gerentes, Diretores, Administradores e Supervisores do PMCD, se abstenham de ameaçar ou perseguir os grevistas.

Durante a assembleia, nos comprometemos com a categoria, que até às 10h da sexta feira (30), teríamos um posicionamento do Secretário de Saúde, sobre as condicionantes para a suspensão da greve.

Após o término da assembleia, oficializamos o posicionamento tomado pela categoria. Considerando que amanhã será ponto facultativo, pedimos ao Secretário que desse celeridade na resposta, do contrário, a greve não seria sequer suspensa.
Às 16:30h e às 16:44h, foram protocolados respectivamente dois ofícios, um para o Chefe do Executivo Municipal e outro para Secretário Municipal de Saúde de Natal.
Por volta das 17:30h recebemos a resposta do Secretário de Saúde, acatando integralmente as condicionantes para suspensão da greve e marcando uma rodada de negociação, para o dia 04/01/2017.

Esperamos que no dia da reunião, a SMS já tenha uma definição sobre o pagamento em dia dos salários dos ACE e ACS, com base nos recursos federais, bem como, aponte prazo para resolução de vários pontos de pauta da categoria, em especial, reajuste da GIDAS, pagamento do PMAQ os direitos dos Agentes do ultimo concurso.

Acreditamos e temos fé em Deus, que não será necessário retomarmos a greve e que os pontos de pauta da categoria dos agentes de saúde serão atendidos.

OFÍCIO AO PREFEITO E SECRETÁRIO DE SAÚDE DE NATAL
 RESPOSTA DO SECRETÁRIO

AGENTES DE SAÚDE RECEBEM O INCENTIVO ADICIONAL(14º SALÁRIO)


Pelo quarto ano consecutivo a prefeita Lucimar Nascimento garante a todos os agentes de saúde o repasse integral do incentivo extra, denominado de 14º salário, como forma de agradecimento e respeito aos  profissionais que realizam um trabalho tão importante para o município de Valparaíso-GO..

Um exemplo grandioso do trabalho desses profissionais foram as campanhas de combate ao Aedes aegypti, que movimentou e uniu os agentes de combates às endemias e agentes de saúde na luta contra o mosquito transmissor das doenças zika, dengue, febre amarela e chikungunya, por meio de ações educativas e de conscientização, colaborando para o baixo índice de foco do mosquito.   

Durante a gestão 2013/2016 a categoria foi beneficiada com plano de cargos e salários e, além disso, o Poder Executivo oficializou alguns direitos dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Endemias, como o Decreto assinado em junho, que regulamentou a divisão equitativa do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ – AB), com o intuito de incentivar a melhoraria da qualidade dos serviços de saúde oferecidos aos cidadãos.


Texto: Juliana Gentila
fotos: Eduardo Lanhez 

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

INCENTIVO ADICIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE, ESTE ANO ATÉ O PRESENTE MOMENTO O GOVERNO FEDERAL SÓ REPASSOU PARA OS ACS E AINDA NÃO PARA OS ACE.



É verdade companheiros e companheiros de todo País, Após várias perguntas se o repasse do incentivo adicional dos ACE - Agentes de Combate ás Endemias também tinha sido repassado do governo federal para as prefeituras ?, Achamos melhor verificar e termos a certeza se ouve ou não o repasse !

E com certeza infelizmente até hoje nesta quarta feira 28/12, Até o fechamento desta matéria ainda não tinha sido feito o repasse.

Acreditamos que ainda deva ser feito a qualquer momento ainda este mês, Mas também pode acontecer de ser feito em Janeiro/2017, Assim como foi feito o de 2015, Que entrou em Janeiro/2016.

Estamos no aguardo e de olhos aberto, pois qualquer novidades estaremos divulgando com certeza.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

PRESIDENTE DO SINDAS/RN EXPLICA COMO FICOU A SITUAÇÃO DOS ACE E ACS DO PAÍS, APÓS DERRUBADA E MANUTENÇÃO DE VETOS DO PL 210/2015.

BREVE HISTÓRICO

Após a provação pela Câmara Federal do PL 1628/2015, a matéria foi encaminhada para votação no Senado Federal. No Senado o projeto de lei tramitou sob numero 210/2015, sendo aprovado dia 13 de setembro do corrente ano.

Após ocorrer a aprovação no Senado, a redação final do Projeto de Lei nº  210, de 2015, oriundo da Câmara sob nº 1.628, de 2015, seguiu para sanção do Presidencial.
 O Deputado Federal Rodrigo Maia, Presidente da República em exercício, vetou 8 dispositivos aprovados pela Câmara e pelo Sanado.  

No dia 03/10/2016, foi sancionada a Lei nº 13.342, de 3 de outubro de 2016, publicada no Diário Oficial dia 04/10/2016.

Das 9 conquistas aprovadas pelo Legislativo, o Presidente vetou 8, mantendo apenas o § 2º, do art. 2º, que garante que tempo de serviço prestado pelos ACE e ACS, será considerado para fins de concessão de benefícios e contagem recíproca pelos regimes previdenciários, independentemente da forma do vínculo, desde que tenha sido efetuado o devido recolhimento da contribuição previdenciária.

Já havíamos publicado uma matéria anterior, explicando como se daria a apreciação dos vetos. Chamamos a atenção que seria possível saber quem é CONTRA ou a FAVOR dos ACE e ACS, porque graças a Emenda Constitucional nº 76, de 2013, a votação dos vetos não poderia ser secreta.


COMO SE DEU A APRECIAÇÃO DOS 8 VETOS DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA CONTRA OS AGENTES

A Sessão para apreciação do Veto 40(composto dos 8 vetos Presidenciais ao PL 210/2015) ocorreu dia 15/12. Dos 8 vetos contra a categoria, apenas 3 foram derrubados e 5 foram mantidos pela Câmara e pelo Senado.
Com a manutenção de 5 vetos, não podemos contar com as seguintes conquistas:

A) Cursos técnicos de Agentes Comunitários de Saúde e de Agentes de Combate às Endemias financiados pelo Fundo Nacional de Saúde; 

B) Que os Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Combate às Endemias que ainda não tivessem concluído o ensino médio poderiam conclui-lo por meio de programas de ampliação da escolaridade, com direito a ajuda de custo para seu transporte;

C) Prioridade de atendimento aos Agentes Comunitários de Saúde e aos Agentes de Combate às Endemias na aquisição de casa própria, pelo Programa Minha Casa Minha Vida.

Com a derrubada de 3 vetos, podemos contar com as seguintes conquistas:

A) Graças a derrubada de 3 vetos, os ACE e ACS passam a ter assegurado em Lei, o direito a percepção de adicional de insalubridade;

B) Teremos o direito de receber a insalubridade calculada sobre o nosso vencimento ou salário-base, ou seja, o percentual recebido não será mais calculado sobre o salário mínimo nacional.

QUANDO TEREMOS DIRETO AOS BENEFÍCIOS?

Após receber a comunicação da derrubada dos 3 vetos, caberá ao próprio Presidente da República a promulgação do conteúdo anteriormente por ele vetado, dentro do prazo de quarenta e oito horas, consoante o  §7º do Artigo 66 da Constituição Federal.

Caso o Presidente da República não o faça, essa atribuição é transmitida ao Presidente do Senado ou seu substituto.


O QUE SIGNIFICA A DERRUBADA DOS 3 VETOS?

Na verdade a derrubada de 3 dos 8 vetos, mostra o poder conferido ao Congresso Nacional pela Constituição, justamente por se tratar do Poder Legislativo, cuja atuação deve ilustrar a vontade do povo, nos termos previstos no parágrafo único do artigo 1º da CF de 1988.

Essa vitória mostra acima de tudo, que temos muita força perante a Câmara e o Senado Federal, mesmo quando se trata de matéria, que de um lado estão os interesses do Presidente da República e do outro, estão os interesses da nossa categoria.

Lamentavelmente os interesses do povo nunca prevalecem em face dos interesses políticos de cada parlamentar, porque se prevalecesse os 8 vetos teriam sido derrubados.


COMO VOTARAM OS PARLAMENTARES DO RN

Esclarecemos que a bancada de senadores do RN votou pela derrubada dos vetos concernentes ao adicional de insalubridade, e pela manutenção dos demais.
No que tange a bancada dos deputados federais, Fabio Faria, Felipe Maia e Zenaide Maia acompanharam o entendimento dos senadores.

Já os Deputados Betinho Rosado, Rogério Marinho, Antônio Jácome e Walter Alves, num total desrespeito aos agentes, não compareceram a Sessão. 

O Deputado Federal inimigo nº 1 dos ACE e ACS do RN, é o Deputado Rafael Mota, que votou pela manutenção de todos os vetos Presidenciais.

         JÁ PODEMOS COMEMORAR?

Na minha avaliação pessoal, acho muito cedo para comemorarmos, visto que, a insalubridade será calculada pelo salário base, sendo assim, as prefeituras terão que desembolsar mais dinheiro.

Não preciso lembrar, que quando o assunto é pagar mais aos agentes, os Prefeitos de todo Brasil buscam todas as saídas para dificultar o cumprimento da Lei.

Cosmo Mariz
Presidente do SINDAS/RN

ENTENDA ABAIXO COMO ERA O PROJETO E COMO FICA APÓS A MANUTENÇÃO E DERRUBADA DE 3 VETOS.

FONTE DA INFORMAÇÃO:

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

ROUBO DO TRABALHO ALHEIO, ROTINA PARA ALGUNS BLOGUEIROS SEM ÉTICA.

Fui pego de surpresa com uma matéria publicada no Jornal dos Agentes de Saúde. Nada contra a matéria em si, mas a vídeo aula tem direitos autorais. Foi gravado por Cosmo Mariz, também blogueiro e Presidente do SINDAS/RN. A revolta foi porque o vídeo original foi baixado, recortado e editado, ou seja, os créditos do autor foram roubados.

Pelo menos a fonte da informação o blogueiro "PEGA DOS OUTROS E RECORTA E USA", deveria ter informado, qual seja

 FONTE: BLOG DO COSMO MARIZ.

Apesar de o vídeo ter sido baixado e recortado, observe que no vídeo CORTADO, do lado esquerdo superior está lá COSMO MARIZ. Isso ele não conseguiu tirar, portanto, além da minha voz tem o vídeo original que pode ser isto abaixo e prova o que foi recortado.

Recortar o trabalho dos outros e esconder quem fez o trabalho é muito fácil. Não citar a fonte e garantir pelo menos a divulgação de quem colaborou, além de desleal constitui crime. No dia que meu simples blog for tido como concorrente, por alguém que também informa a categoria, lamento é porque essa pessoa QUE UM MONOPÓLIO PARA DESINFORMAR E NÃO INFORMAR OS ACE E ACS.

Veja o vídeo original que é a prova que Samuel, do Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil costumeiramente pega o trabalho dos outros para levar os créditos, quando na verdade, os outros é quem fazem trabalho.

REFLEXÃO

 “O TRALHO POUCOS QUEREM FAZER, PORQUE É MAIS FÁCIL PEGAR DOS OUTROS”.

VÍDEO ORIGINAL DE COSMO MARIZ- DO BLOG: cosmomariz.com.br


VÍDEO BAIXADO, PELO JORNAL DOS AGENTES DE SAÚDE, EDITADO E ROUBADO DIREITOS AUTORIAS

MUNICÍPIOS RECEBEM O INCENTIVO ADICIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE, QUE CHAMAMOS DE 14º SALÁRIO.



Atenção companheiros e companheiras Agentes de saúde de todo Brasil, O governo federal repassa o incentivo adicional, Que chamamos de 14º Salário.

CONFIRA NO SITE


http://www.fns.saude.gov.br/visao/consulta/detalhada/filtro.jsf

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

AGENTE DE SAÚDE É ELEITO A PREFEITO.



AGENTE DE SAÚDE É ELEITO PREFEITO NA CIDADE DE DOM MACEDO COSTA-BA.
Mesmo sendo eleito prefeito da cidade, Egnaldo Piton Moura (PT), mais conhecido como Guito, não deixou de exercer as atribuições da sua profissão como ACS - Agente Comunitário de Saúde.
Ter dinheiro no bolso, sem nenhuma dificuldade para gastar na campanha, é importante para ganhar uma eleição?
Nem sempre. É o que mostra a vitória do Agente Comunitário de Saúde (ACS) Egnaldo Piton Moura (PT), mais conhecido como Guito, eleito prefeito de Dom Macedo Costa, município de quase 4 mil habitantes, a 100 km de Salvador, no Recôncavo baiano.
De origem humilde, Guito, com 38 anos, em cima de uma moto velha e nada a perder, disputou o cargo com o milionário José dos Santos Fróes (PSD), de 62 anos, atual prefeito, que tinha a seu favor o poder econômico e a máquina da prefeitura e pretendia emplacar os 4 mandatos como prefeito da cidade.
Porém, a bordo da motinha velha, Guito conseguiu conquistar a preferência de 56% do eleitorado.
“Eu sempre dizia que não tinha condições de sair candidato, mas o apelo popular foi grande.
Foi o tostão contra o milhão”, revelou. Não deu outra.
Caiu nas graças do povo a história do agente comunitário de saúde contra o milionário.
Venceu a disputa do tostão contra o milhão. Teve 1.884 votos contra 1.430 do empresário, fazendeiro e dono de imóveis, fazendas e hotéis.
O patrimônio declarado de José Fróes amealhado entre fazendas, casas, terrenos, hotéis, lojas é de mais de R$ 13,6 milhões. O de Guito, R$ 26 mil.
Filho de agricultores, o prefeito eleito conta que a sua história ganhou a região e, agora, amigos e prefeitos eleitos de cidades vizinhas estão contando a sua história por onde passam.
Na juventude, Guito se envolveu nos movimentos sociais e militou na política.
Aos 19 anos foi presidente da Associação Rural da comunidade onde mora.
Também já atuou como representante do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável e foi diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais.
Como liderança regional, foi Diretor do Sindicato dos Agentes de Saúde do Recôncavo, sendo um dos defensores, em Brasília, do direito de insalubridade para a categoria.
Fundador do Partido dos Trabalhadores em Dom Macedo Costa, com um plano de governo participativo e construído em parceria com a comunidade, o prefeito eleito tem o desafio de resolver as carências do município, como a falta de políticas para a juventude, uma economia sustentável, segurança pública e a geração de emprego.
Fortalecer a agricultura familiar, gerar emprego e renda, criar a Central de Marcação de Consultas e o Disque Saúde, revitalizar as festas populares e a feira livre são suas principais metas.
“Quero fazer um governo participativo, respeitando as pessoas através do Plano de Governo Participativo (PGP) uma ideia inovadora que conta com a participação da comunidade e que vem sendo aprovado por todos, pois damos oportunidade a cada localidade de se pronunciar”, garantiu.
Em 2001 participou do concurso público para Agente Comunitário de Saúde.
Em 2008, com R$ 400 e uma bicicleta, Guito se candidatou a vereador. Foi eleito o 5º mais votado.
Neste ano de 2016, virou candidato a prefeito com o apoio do presidente da Câmara, Edmundo Xavier, conhecido por Sinhozinho, de 60 anos, que é seu vice-prefeito.
Sinhozinho é o político mais antigo de Dom Macedo Costa.
Fonte: Cristina Pitta
Link disponível site infosaj.com.br

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

VETOS DE AGENTES DE SAÚDE SÃO DERRUBADOS.




O Congresso  derrubou o veto (VET 40/2016Veto Parcial aposto ao Projeto de Lei da Câmara nº 210, de 2015 (nº 1.628/15, na Casa de origem), que "Altera a Lei nº 11.350, de 5 de outubro de 2006, para dispor sobre a formação profissional e sobre benefícios trabalhistas e previdenciários dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias, e a Lei nº 11.977, de 7 de julho de 2009, para dispor sobre a prioridade de atendimento desses agentes no Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV)".
da Presidência ao adicional de insalubridade para agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, proposto no PLC 210/2015, transformado na Lei 13.342/2016.


FONTE: http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2016/12/15/por-acordo-congresso-derruba-partes-de-tres-vetos-outros-seis-foram-mantidos



terça-feira, 13 de dezembro de 2016

DEPUTADO FEDERAL FAZ PROJETO DE LEI DE 30 HORAS SEMANAIS PARA OS AGENTES DE SAÚDE.

Projeto de lei do Deputado Pinato reduz carga horária de agentes de saúde de 40 para 30 horas semanais.

Membros do Conselho de Ética recebem o Embaixador da Suécia no Brasil e membros da Comissão de Constituição do Parlamento da Suécia. Dep. Fausto Pinato (PRB-SP)
Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Pinato: o projeto 
atende a justo pleito desses profissionais, uma vez que eles desenvolvem suas atribuições muitas vezes sob sol escaldante, chuva e frio



Proposta em análise na Câmara dos Deputados reduz a jornada de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias das atuais 40 horas semanais para 30 horas semanais. 
A redução está prevista em projeto de lei (5312/16) do deputado Fausto Pinato (PP-SP).
Segundo o autor, as duas categorias são responsáveis pelo controle de várias doenças em municípios brasileiros e a alteração na jornada não acarretará prejuízos à eficiência e qualidade dos serviços prestados. “O projeto atende a justo pleito desses profissionais, uma vez que eles desenvolvem suas atribuições muitas vezes sob as intempéries do tempo (sol escaldante, chuva e frio), situação que justifica a alteração”, disse Pinato.
A proposta altera o art. 9º-A da Lei 11.350/06, que trata do exercício das atividades dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias.
Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Murilo Souza

Edição – Regina Céli Assumpção



A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

PRESIDENTE DO SINDAS/RN. PROVA QUE 95% DOS ACE E ACS DO BRASIL CUSTAM ÀS PREFEITURAS POUCO MAIS DE R$ 450,00


Em audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, que teve o tema “O AVANÇO DO AEDES AEGYPTI E AS DIFICULDADES DE ATUAÇÃO DOS AGENTES DE SAÚDE”, o Presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde do RN, Sr. Cosmo Mariz, provou a todos os presentes, que 95% dos agentes comunitários e agentes de endemias do País, custam para cada Prefeitura, pouco mais de R$ 450,00 reais. 

Veja o porquê no vídeo:




Apesar do calculo ser simples, muitos ainda não haviam atentado para esses detalhes, por isso, a importância de fazer esse vídeo circular por todo País. Assim muitos que não tem sindicato ou até mesmo dirigente sindicais, poderão com muita propriedade usar esses argumentos na hora de negociar com os gestores.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

GRAÇAS AO SINDAS-RN, MAIS UMA PREFEITURA DO RN PAGARÁ INCENTIVO ADICIONAL AOS AGENTES DE SAÚDE


Atendendo a solicitação da categoria e do SINDAS/RN, o Prefeito de São Tomé enviou para Câmara Municipal, o Projeto de Lei encaminhado pelo Sindicato, que autoriza o pagamento do incentivo adicional de final de Ano para os ACE e ACS.

Nesse mesmo período uma das associadas de São Tomé andava nos criticando nas redes sociais, mas depois que tudo deu certo não fez nenhum elogio, lembrou apenas de agradecer ao Prefeito Municipal, porque será?


Agora com PL 031/2016 aprovado, o SINDAS aguarda que pelo menos seja lembrado, afinal de contas, se o prefeito tivesse de pagar sem nossa interversão teria feito.

Para comprovar quem fez o projeto e solicitou providencias ao Chefe do Executivo,  segue o e-mail enviado ao representante dos ACS Sr. Eduardo Silva, no dia 02/06/2016.


ENVIO DO PROJETO E DO OFÍCIO AO PREFEITO.