Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

AGENTE LUTA

AGENTE LUTA
A LUTA É MINHA, A LUTA É SUA, A LUTA É NOSSA !!!

ASSOCIAÇÃO


quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

AGENTES DE SAÚDE TERÃO NOVO FARDAMENTO.

Secretaria Municipal de Saúde fará uma nova licitação para aquisição de fardamento




A Secretaria Municipal de Saúde fará uma nova licitação para aquisição de fardamento para os Agentes Comunitários de Endemias (ACE). A decisão foi tomada na tarde desta segunda-feira (28/01) durante reunião com a categoria e representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Estado do RN (SINDSAÚDE) e Vigilância à Saúde.

A Secretaria entendeu que o fardamento entregue anteriormente não oferece o conforto necessário aos profissionais para desempenharem suas funções de maneira satisfatória e se colocou à disposição dos servidores para encontrar a melhor forma de resolver a situação. O maior problema apresentado pelos agentes foi quanto ao material de confecç&ati lde;o das calças jeans, que ao invés de tecido flexível foram feitas com material resistente ao fogo (RF).

“Os agentes trabalham caminhando e precisam de um fardamento que ajude nessa mobilidade. Entendemos perfeitamente a reclamação dos profissionais e vamos fazer todas as adequações necessárias para que eles trabalhem de maneira satisfatória”, falou a Secretária Municipal de Saúde, Jacqueline Amaral, que determinou o recolhimento imediato das botas e calças distribuídas anteriormente.

O Departamento de Vigilância à Saúde, bem como representantes da categoria acompanharão de perto o processo licitatório. “Vamos exigir calças masculinas e femininas e não mais unissex, as camisas serão pólo de mangas compridas e as botas confortáveis”, detalhou Allany Medeiros, Direto ra da Vigilância à Saúde.

CARGA HORÁRIA- 
Durante a reunião também foi discutida a questão do expediente corrido para agentes comunitários de endemias. A Secretária propôs que os profissionais voltassem a trabalhar em regime de 40h até que o Município obtenha um parecer jurídico sobre a situação.

“Não podemos ser imprudentes de tomar uma decisão sem uma apreciação jurídica até porque Mossoró é um Município endêmico para dengue e a população não pode ser penalizada por qualquer decisão precipitada. Aqui o que está em questão não é apenas o fator da carga horária, mas a importância do serviço prestado”, falou Jacqueline.

O SINDSAÚDE resolveu levar a proposta do Município para discussão com a categoria em uma assembléia que acontecerá nesta terça-feira (29/01). A Secretaria Municipal de Saúde, sindicato e representantes da categoria voltarão a se reunir no próximo dia 18/02 às 15h.


FONTE: CORREIO DA TARDE

Nenhum comentário: