Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

DIRETO DE BRASÍLIA (AO VIVO) PASSEATA NA ESPLANADA DOS MINISTÉRIO.

AGORA EXATAMENTE NESTE MOMENTO ESTAMOS EM CONCENTRAÇÃO EM FRENTE A CATEDRAL DE BRASÍLIA-DF  TODOS OS COFERÊNCISTAS DA 14ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE, PARA GRANDE PASSEATA NA ESPLANADA DOS MINISTÉRIO  EM PRÓ DA APROVAÇÃO DA EC-29 ,  LANÇAMENTO DA CAMPANHA 30 HORAS É O LIMITE E ATO EM DEFESA DO SUS.


ESTA CAMPANHA 30 HORAS É O LIMITE É PARA QUE TODOS OS FUNCIONÁRIOS DA SAÚDE TRABALHAR 30 HORAS SEMANAS.

ISTO SERÁ ÓTIMO PRINCIPALMENTE PARA OS AGENTES DE SAÚDE, QUE TRABALHAM EM COMUNIDADES VIOLENTAS.

AGRADEM MAIS NOTÍCIAS DA ABERTURA DA 14ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE E DA PASSEATA, DIRETO DE BRASÍLIA.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Morador fecha a porta para Agentes de Saúde Contra Dengue.


Apesar das inúmeras campanhas preventivas sobre os perigos da dengue e a importância das vistorias dos agentes de Saúde para identificar possíveis focos da doença, boa parte dos moradores ainda se recusa a receber as equipes das prefeituras. Em São Caetano-SP, o índice de recusa chega a 56%.
De acordo com a coordenadora do programa de combate à dengue na cidade, Melissa Vautier, as equipes têm dificuldades de entrar principalmente nos apartamentos. “A maioria fala que está ocupada, de saída ou simplesmente não permite a vistoria do agente”, diz.
Quando há recusa ou impossibilidade de vistoria, os agentes retornam aos imóveis até que o índice de pendências seja reduzido a 15%. Até novembro, o município registrou 17 casos autóctones (contraídos na cidade). Em 2007, foram quatro; no ano passado, 20. O aumento, afirma a Prefeitura, pode ser justificado pela alta densidade demográfica.

Levantamento da Secretaria Estadual da Saúde realizado em setembro, mostra que 283 municípios paulistas, entre os quais, São Bernardo, São Caetano e Diadema, podem enfrentar epidemia causada pelo mosquito Aedes aegypti.
Em Diadema, cerca de 45% das casas deixam de ser inspecionadas a cada vistoria promovida pelos agentes de zoonoses. Nos prédios de apartamentos, somente 20% são checados durante a semana; a maioria
encontra-se fechada.

Para driblar o problema, as equipes negociam com os síndicos para realizar as visitas nos sábados.

Mesmo assim, o índice de imóveis vistoriados fica em 50%.

“Hoje o principal problema que enfrentamos não é a recusa, que gira em torno de 5%, mas a falta de alguém para atender o agente”, explica o veterinário e chefe do serviço de zoonoses da cidade, Sandro Corumbá.

Há três meses, nova estratégia foi adotada. “Agora são os agentes de Saúde que visitam os imóveis residenciais, pelo fato de eles estarem sempre em contato com os moradores. Os agentes de zoonoses checam os imóveis comerciais.”

De janeiro até o início da semana passada, foram notificados 833 casos de dengue em Diadema, dos quais 471 foram descartados, oito estão em análise e 362 foram confirmados – sendo 273 autóctones e 89 importados. Em 2010, foram 277 casos confirmados – 167 autóctones e 110 importados.

SÃO BERNARDO
Embora também registre dificuldade em vistoriar as residências, a Prefeitura de São Bernardo informa que essa situação varia muito de bairro para bairro e não há indicadores específicos. “Temos encontrado dificuldades em ingressar especialmente em condomínios de alto luxo ou em áreas nobres, como o bairro Anchieta, onde alguns proprietários se recusam a permitir a entrada”, diz a chefe da Divisão de Veterinária e Controle de Zoonoses da cidade, Fabiana Paniagua.

Em 2010, foram registrados 89 casos autóctones e 235 importados, sem óbitos na cidade. Neste ano, até o dia 7 de novembro, foram 91 casos autóctones e 86 importados.

Em Santo André, a média de recusa e imóveis fechados varia de 25% a 30%, dependendo da região, horário e dia da semana. A porcentagem em Mauá chega a 40%. Segundo a Prefeitura de Ribeirão Pires, praticamente não há recusa de nas visitas.


FONTE: DIÁRIO DO GRANDE ABC.

Agentes de endemia são enterrados no último sábado.



Foram enterrados na tarde do sábado, 26, no Cemitério Campo Santo, na Federação, os corpos dos agentes de endemia da Prefeitura de Salvador, Marcos Vinícius Santos, 38, e Itamar Nascimento, 28 anos.
 
Os agentes foram assassinados, na tarde de sexta-feira, 25, dentro de um bar, no bairro de Valéria, por dois homens encapuzados em uma motocicleta.

Cerca de 400 pessoas compareceram ao enterro, marcado pelo clima de comoção e revolta. “Eu estou mais indignado com a mídia do que com os marginais que mataram ele”, declarou, sem se identificar, o presidente da associação dos moradores de Valéria. Ele contestou a versão da polícia de que Marcos, que era estudante de direito e estagiava em um escritório de advocacia criminal, atuava como advogado de criminosos.
 
Um dos presos defendidos por ele teria descoberto a farsa e encomendado sua morte e a de Itamar, que era seu estagiário.

Amigo de infância de Marcos Santos, um vizinho da vítima – que não quis se identificar – disse que ele era 7º semestre, no curso de direito, da faculdade Maurício de Nassau. No entanto, ele afirmou nunca ter visto a vítima se apresentar como advogado. “Ele tinha um cartão de visitas, mas não constava essa informação de advogado.
 
A minha ficha ainda não caiu, não sei o que aconteceu de fato. O que posso dizer é que ele era uma pessoa de bem, era evangélico”, disse.

Já o amigo de Itamar, Sílvio Ferreira, assegurou que “a versão da polícia não tem nenhum fundamento. Ele era casado, tinha filhos. Era um pai de família que estava fazendo o seu trabalho. Ele não tinha nenhum envolvimento com o tráfico”, declarou.

Revolta - De acordo com o diretor do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Contendores de Doenças Endêmicas da Bahia (Sindacs-BA), Cléber Mascarenhas, “a imagem de dois trabalhadores de bem foi associada a bandidos sem que o fato proceda. Eles morreram fardados, exercendo o dever deles”, disse, emocionado.

Cléber questionou o tempo em que a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP) levou para elucidar o duplo homicídio, menos de 24 horas. “Incrível como a polícia desvendou esse crime tão rápido. Quem matou Colombiano? Quem matou Neilton?”, ironizou. Também revoltado com a morte dos colegas, o presidente do Sindacs, Enádio Pinto, frisou que “acha estranho um bandido que estava preso e incomunicável mandar matar alguém. Isso só prova que a polícia não tem controle de nada.
 
Toda morte agora é associada ao tráfico de drogas, essa é uma forma da polícia dizer que está trabalhando. Não há mais investigação”, bradou.

O diretor do sindicato anunciou que nesta segunda-feira, 28, às 9h, a categoria fará uma manifestação do Campo Grande até a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para cobrar retratação. “Caso não haja retratação por parte da polícia faremos uma paralisação dos nossos serviços”, garantiu.
Nenhum representante da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) compareceu ao enterro.




Fonte na web: www.atarde.com.br

AGENTES DE SAÚDE, FAZEM CAMINHADA PELA PAZ E EM LEMBRANÇA DOS COMPANHEIROS ITAMAR E MARCOS.



Foi com muita tristeza que realizamos hoje uma grande caminhada em defesa da paz da nossa segurança e solidariedade aos colegas assassinados na ultima sexta feira, saímos do campo grande com uma parada na frente da secretaria de segurança publica,  seguimos para prefeitura onde lá fizemos uma enorme abraço simbólico  em homenagem aos colegas e rezamos um pai nosso e uma ave maria de mãos dadas mostrando que unidos somos fortes e momentos tristes como este não pode continuar acontecendo, com muitas palmas foram marcados os momentos de lembrança e profissionalismo dedicado pelos colegas ITAMAR E MARCOS.
 
 
O Secretario Jõao Leão nos atendeu e em reunião fixou que em comum acordo com o Prefeito e o Secretario Gilberto José no próximo mês de Dezembro todos os agentes irão trabalhar na carga horaria de 6 horas (lembrando que somente sera o mês de dezembro) o mesmo declarou para todos ali presentes e haverá a mesa de negociação das questões pendentes  uma nova  reunião dia 01/12 as 14:00 horas.
 
logo mais publicaremos outras informações.
 
 
FONTE: AACES

SINDACSPA-PE TEM PRESIDENTE ELEITO PARA A DIRETORIA DA UGT.

O evento contou com a presença do Presidente Nacional da Central Sindical Ricardo Patah (2º da esquerda para direita) e do Presidente reeleito (UGT-PE) Gustavo Walfrido (3º da direita para a esquerda).

Neste mesmo Congresso, foi eleita a mesa da nova diretoria para os próximos quatro anos, onde  o companheiro Roquilane Morais - Presidente do SINDACSPA-PE (1º da esquerda para a direita) foi eleito para compor também a diretoria da UGT 




É um orgulho muito grande para a classe dos ACS, ter um companheiro fazendo parte da diretoria de uma Central Sindical de grande  Porte Nacional. 


Abaixo,foto da diretoria eleita da UGT-PE

 
FONTE: VOZ DO ACS DE PAULISTA-PE.

SINDACS-PE JUNTA-SE A MAIS UM MUNICÍPIO DO INTERIOR EM PE..

SINDACS-PE MOSTRA FORÇA NO INTERIOR E É RECONHECIDO.

MAIS UM MUNICÍPIO FILIA-SE COM SEU ACS's E ACE's


Agora foi o munícípío de Jurema-PE quem juntou-se ao SINDACS-PE.
O município de Jurema  esse mês filiou-se ao nosso sindicato, mais uma vez estamos mostrando força no interior e estamos bem encaminhados com outros municípios.     

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Agentes de Endemias organizam protesto depois do assassinato de dois Companheiros



NÃO VAMOS DEIXAR ISSO PASSAR EM BRANCO, SEGURANÇA JÁ !
 
Depois do assassinato de dois funcionários do Centro de Controle de Zoonoses de Salvador na tarde desta sexta-feira (25) no bairro de Valéria, a Associação dos Agentes de Endemias de Salvador (AACES) irão protestar contra a falta de segurança no trabalho.
O grupo organiza uma passeata para a próxima segunda-feira (28), a partir das 9h, saindo do Campo Grande em direção ao prédio da Secretaria de Segurança Pública na praça da Piedade.
Marcos Vinicius Santos e Itamar França Nascimento foram atingidos por disparos efetuados por dois homens que passaram pelo local em uma motocicleta. De acordo com Valdilene Lima, que faz parte da AACES, os corpos chegaram há pouco ao Instituto Médico Legal (IML) e não havia até o momento familiares de nenhuma das vítimas.
Segundo Valdilene, os agentes costumam muitas vezes ser ameaçados enquanto trabalham em determinadas localidades. “Somos muitas vezes intimidados, já aconteceram assaltos, mas nunca havia chegado a este ponto”, contou em conversa com o Política Hoje. A agente de endemias ainda disse esperar que alguém da Secretaria os receba na próxima segunda para uma audiência.
 
 
FONTE: Rodrigo Aguiar http://www.politicahoje.com.br/

CURSO TÉCNICO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE


 

A Secretaria de Saúde de Ipiaú-Ba, realizou a I UNIDADE do curso técnico de Agentes Comunitários de saúde do dia 21 a 25 de novembro 2011.
Esta unidade pretende proporcionar ao ACS uma reflexão sobre a necessidade de conhecer a comunidade, o território, os modos de vida, assim como os problemas de saúde e as potencialidades da comunidade para a solução desses problemas, compreendendo o processo saúde doença, fatores de risco e multicausalidade.
HABILIDADES A SEREM ALCANÇADAS:
Ø  Conhecer as famílias, a comunidade e o território;
Ø  Observar e comunicar-se com pessoas e grupos;
Ø  Identificar problemas de saúde, seus determinantes e condicionantes e as praticas sociais em saúde;
Ø  Relacionar problemas de saúde com  modos de viver;
Ø  Identificar potencialidade para a melhoria da qualidade de vida da comunidade e resolução dos problemas de saúde.
 

02 COMPANHEIROS AGENTES DE SAÚDE SÃO MORTOS A TIROS.

Da Redação atualizada às 16h56
Dois funcionários do Centro de Controle de Zoonoses de Salvador-BA foram mortos a tiros na tarde desta sexta-feira (25) na rua Nova Brasília, no bairro de Valéria.
Marcos Vinicius Santos e Itamar França Nascimento foram atingidos por disparos efetuados por dois homens que passaram pelo local em uma motocicleta.
O crime ocorreu às 13h35, nas proximidades da panificadora Deliane, no final de linha do bairro.
De acordo com Cleber Mascarenhas Bispo, conselheiro da Associação dos Agentes de Combate as Endemias de Salvador-BA, eles estavam na região trabalhando e teriam parado para tomar um refrigerante quando foram atingidos.
“A informação que recebemos é que eles estavam na área a trabalho. Eram evangélicos, não tinham envolvimento com tráfico nem nada”, diz o conselheiro.
Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informa que Marcos e Itamar foram aprovados nos concursos realizados em 2006 e 2008, respectivamente, e também eram moradores do bairro de Valéria.
Por conta do assassinato dos agentes de endemias, a Campanha de Vacinação contra a Raiva, que aconteceria neste sábado (26) em 45 bairros da cidade, foi suspensa.
Uma nova data para realização da campanha nos bairros dos Distritos do Centro Histórico, São Caetano/ Valéria e Cabula/ Beirú ainda será definida. Porém, durante a semana a vacina estará sendo disponibilizada normalmente nos postos de saúde, das 08 às 17 horas.
Policiais da 31ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valéria) foram encaminhados ao local onde ocorreu o duplo homicídio.
O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).


FONTE: Correio da Bahia

PROPOSTAS DE PERNAMBUCO PARA 14ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE.

CONSOLIDADO DE PROPOSTAS DE ÂMBITO NACIONAL (14ª CNS)

EIXO I: NOVOS MODELOS DE ATENÇÃO À SAÚDE QUE ATENDAM AOS
DETERMINANTES E CONDICIONANTES DO PROCESSO SAÚDE-DOENÇA

DIRETRIZES e PROPOSTAS PARA A 14ª CNS

1- Ampliar o Financiamento e Qualificar a Gestão do Sistema de Saúde:
1.      Garantir o adequado financiamento do SUS, assegurando no Orçamento da Seguridade Social, conforme a Constituição Nacional, a aplicação mínima de 10% da Receita Bruta da União no setor saúde e com o fim da Desvinculação de Receitas da União (DRU);
2.      Garantir a vinculação de um percentual do fundo social do “Pré-Sal” para Sistema Único de Saúde (SUS);
3.      Garantir o ressarcimento dos serviços privados ao SUS pelos procedimentos realizados em usuários com Plano de Saúde, de acordo com a Lei N° 9.656, de 03 de junho de 1998;
4.      Garantir a efetivação de complexo regulador do SUS, universalizando a cobertura do cartão SUS (CADSUS) e qualificando os sistemas de informações de âmbito nacional como instrumentos básicos do Pacto de Gestão da saúde, estimulando a implantação de centrais de regulação de leitos e de exames e consultas especializadas, com vistas à implantação do prontuário eletrônico de saúde;
5.      Garantir que o patrimônio público nacional no âmbito da saúde não seja administrado por nenhum tipo de instituição privada, Organizações Sociais (OS), Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e Fundações públicas de direito privado ou qualquer modalidade de gestão que não seja 100% pública Estatal, garantindo o cumprimento da Lei 8080/90 frente às privatizações no âmbito da gestão pública do SUS

2-Ampliar e Qualificar a Atenção Primaria de Saúde:
1.      Fortalecer a Política de Atenção Básica, promovendo a reestruturação e requalificação rede de unidades básicas de saúde (estrutura, acessibilidade, equipamentos), a ampliação da cobertura da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e dos Núcleos de Apoio a Saúde da Família (NASF);
2.      Ampliar o investimento nas políticas públicas de promoção e prevenção em todos os níveis do Sistema de Saúde, incentivando a adoção novas tecnologias para que as Equipes de Saúde da Família possam garantir a sustentabilidade da atenção integral de qualidade;
3.      Ampliar a cobertura das ações de Saúde Bucal em todos os níveis de atenção, considerando as linhas de cuidado, visando a sua promoção, proteção e recuperação de forma integral, com acesso universal e igualitário à população, inclusive em serviços de urgência e emergência;
4.      Implementar a Política de Assistência Farmacêutica, estimulando a produção nacional de medicamentos e garantindo o acesso universal por meio da estruturação da rede pública descentralizada de dispensação da farmácia básica e  medicação controlada;
5.      Implantar e implementar imediatamente as políticas de saúde integral da população negra, povos indígenas, ciganos, quilombolas, povos do campo e da floresta em todas as unidades federativas da união.

3-Ampliar e Qualificar a Rede de Atenção Especializada:

1.      Reavaliar e implementar a Reforma Psiquiátrica Nacional, incentivar a ampliação da rede de Centros de Atenção Psicossocial - CAPS, sobretudo com a implantação de CAPS tipo 3 (24 horas), revendo inclusive os critérios populacionais para implantação de CAPS;
2.      Implementar a Política Nacional de Redução de Danos no uso de álcool e outras drogas, sobretudo ao CRACK, incentivando a estruturação de rede para tratamento e recuperação de dependência química, incluindo a expansão da oferta de leitos para desintoxicação;
3.      Garantir a atualização sistemática dos valores dos procedimentos da tabela SIA e SIH/SUS e o financiamento tripartite para os serviços de remoção de pacientes intermunicipais e interestaduais, com reajuste do repasse para Tratamento Fora de Domicilio (TFD), visando uma atenção integral de qualidade no SUS;
4.      Qualificar rede pública hospitalar, sobretudo na atenção obstétrica e serviços de urgência/emergência, ampliação da oferta de leitos de UTI e de reabilitação, integrando a assistência hospitalar com uma política de tratamento em domicilio articulada com a atenção básica por meio de eficiente regulação;
5.      Implementar a Política de Assistência Farmacêutica Especializada, estimulando a produção nacional de medicamentos e garantindo o acesso universal por meio da estruturação da rede pública descentralizada de dispensação da farmácia especializada e  medicação controlada;

4-Implementar a Vigilância de Riscos e Promover à Saúde:
  1. Implantar a Vigilância em Saúde do Trabalhador por meio de rede integrada de serviços com unidade sentinelas, com condições e fluxos para a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), adotando a busca ativa, a fiscalização conjunta com órgãos afins, para a utilização da notificação compulsória de doenças e acidentes de trabalho no Sistema de Informação em Saúde do Trabalhador (SIST);
  2. Revisar imediatamente o Decreto 268/06 para garantir adicionais de insalubridade, risco de vida e periculosidade para todos os profissionais de saúde com a participação dos trabalhadores e suas respectivas entidades nessa discussão e implantação de novo decreto, seguindo o índice conforme jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (TST);
  3. Implementar a Política para a Saúde do Trabalhador, recomendando condições de trabalho adequadas, equipamentos de proteção individual (EPI) e equipamento de proteção coletiva (EPC), uniformes, materiais e espaço físico a todos os trabalhadores do SUS para garantir um trabalho com qualidade e sem sobrecarga física e mental para o atendimento humanizado de qualidade para o usuário;
  4. Implementar as políticas e as normas relacionadas à saúde do trabalhador, no âmbito da promoção, pesquisa e prevenção por meio do mapeamento de risco ocupacional e do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO);
5.      Criar o serviço civil obrigatório para todos os formandos da área da saúde em nível superior, tendo os mesmo a obrigação de prestar serviços por dois anos com remuneração igual ao iniciante da carreira.

EIXO II: ACESSO E ACOLHIMENTO HUMANIZADO COM QUALIDADE: DESAFIOS PARA O SUS EM PERNAMBUCO

5 - Qualificar a Gestão do Trabalho valorizando o Trabalhador:
1.      Instituir a Carreira Única de Estado dos profissionais de saúde do SUS, garantido a revisão e atualização dos Planos de Cargos e Carreiras e Salários (PCCS), com a participação dos trabalhadores nas Mesas de Negociação Permanente e buscar a imediata regularização a situação dos trabalhadores em saúde com desvio de função;
2.      Revisar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF 101/2000), garantindo maior percentual para as áreas sociais (saúde e educação), possibilitando a ampliação das equipes de servidores públicos, sem os artifícios da terceirização;
3.      Definir um piso salário nacional, garantindo um salário-base para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate as Endemias (ACE) de dois (02) salários mínimos;
4.      Instituir a profissionalização da gestão pública da saúde, com cargos ocupados por profissionais concursados (carreira SUS) com especialização em Gestão Pública.
5.      Implementar um piso salarial a nível nacional do Sistema Único de Saúde para todos os profissionais e que haja  uma contra partida do Governo Federal ara complementação desse salário aos municípios e Estados que não consigam este piso;

6 - Promover a Política de Educação Permanente em Saúde:
  1. Fortalecer a Política de Educação Permanente em todos os âmbitos do SUS, garantindo a qualificação e valorização dos trabalhadores de saúde e compromisso com a democratização das relações de trabalho, priorizando as equipes que atuam na atenção primária em saúde;
2.      Garantir uma política que promova a ampliação, fixação e interiorização de profissionais de saúde de acordo com as necessidades da população, promovendo a ampliação de vagas, a abertura de novos cursos e inclusive a validação de diplomas de profissionais de nacionalidade brasileira formados no exterior;
  1. Garantir a inclusão nos currículos das graduações e cursos técnicos da área de saúde, teorias sobre a política do SUS e práticas na rede de serviços, incluindo conteúdos relacionadas à saúde coletiva/pública, bem como de Língua Brasileira de Sinais - Libras e Braille;
  2. Fomentar a formação e qualificação específica para os gestores de saúde, visando à eficiência e à eficácia na gestão pública, de forma que todos os serviços sejam gerenciados profissionais habilitados para atenderem as necessidades do SUS e da população;
  3. Garantir a interlocução com o Ministério da Educação (MEC) para a implantação nos parâmetros curriculares da educação temas sobre cidadania, participação social, seguridade social, combate ao uso dos agrotóxicos, drogas e prevenção de acidentes.

7 - Fortalecer a Participação e Controle Social no SUS:
  1. Fortalecer os conselhos de saúde para que deliberem e acompanhem todas as políticas de saúde, buscando a melhoria da qualidade dos serviços públicos, rejeitando quaisquer formas de privatização do SUS;
  2. Ampliar o Programa de Inclusão Digital para conselheiros municipais de saúde e incentivar a Política de Educação Permanente para o controle social do SUS;
  3. Ampliar as articulações dos Conselhos de Saúde com os demais órgãos de controle (Tribunais de Contas e Ministério Público) para melhorar e qualificar o controle social no SUS;
  4. Fortalecer os conselhos de saúde e ampliar as parcerias com os movimentos sociais, para uma permanente defesa do SUS, buscando a garantia de financiamento sustentável e uma a gestão democrática e profissionalizada, com vista a uma atenção à saúde universal e de qualidade;
5.      Ampliar das vagas do Conselho Nacional de Saúde para as comunidades tradicionais e entidades gerais;


FONTE: 7ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PE.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA INTERDITA PSF.

 

O CRM-PB realizou inspeção nas unidades de saúde de Sapé-PB para verificar adoção de medidas sugeridas pelo Conselo em inspeções anteriores.
 

Inspeção ocorreu em oito unidades de saúde e em um hospital na terça (22).
Uma das unidade teve a interdição ética por já ter problemas recorrentes.


O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) inspecionou nesta terça-feira (22) oito Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e o Hospital Sá Andrade na cidade de Sapé, localizada a 55 km de João Pessoa, e constatou irregularidades em todas elas. O CRM-PB determinou a interdição ética médica na UBSF VII Portal II, no bairro Mutirão II, que já apresentava situação precária desde setembro do ano passado.

As demais unidades continuam funcionando normalmente, mas o CRM-PB alerta que há necessidade de uma inspeção da Vigilância Sanitária. A ação aconteceu por determinação do Ministério Público da Paraíba.

As oito unidades básicas de saúde já haviam sido visitadas pelo CRM-PB em setembro deste ano. “A maioria das unidades está na mesma situação ou piorou a qualidade dos seus serviços. No entanto, o CRM só pode interditar no que se refere ao trabalho médico. Outros problemas são relativos à Vigilância Sanitária”, destacou o diretor de Fiscalização do CRM-PB, Eurípedes Mendonça.
 
A UBSF Portal II apresentava as mesmas irregularidades de um ano atrás, principalmente no referente ao consultório médico, que estava sem porta, tornando pública a conversa entre paciente e profissional.

De acordo com o diretor de fiscalização, foram constatadas as seguintes irregularidades em quase todas as UBSFs de Sapé: ausência de médicos, de alvará da Vigilância Sanitária, de extintores de incêndio, de dispensadores de sabão líquido e papel toalha (imprescindíveis para a higiene das mãos), de ar condicionado nas salas de imunização, de telas nas janelas de todos os ambientes, permitindo a entrada de moscas e baratas, além da insegurança no processo de esterilização de equipamentos com o uso indevido de estufas, e problemas na infraestrutura, com paredes danificadas.

“Apesar de todas as unidades apresentarem problemas, a situação mais preocupante foi na UBSF Portal II, que possui instalações improvisadas, com uma estrutura predial precária”, disse Eurípedes Mendonça. Outro problema grave encontrado foi o consultório médico vazado, tornando a conversa do médico com o paciente, durante a consulta, pública.

Eurípedes destacou ainda que as condições de trabalho dos funcionários são as mais precárias possíveis. “Os funcionários precisam levar seus ventiladores, não há copa, nem um mínimo de conforto. O Ministério Público do Trabalho deveria fazer uma visita a essas unidades”, disse.

Ainda de acordo com Eurípedes, a situação da unidade, que já era grave no ano passado, tornou-se pior e incompatível com o exercício da Medicina. “Tudo isso já havia sido observado e relatado na inspeção do ano passado, mas nada foi corrigido. Por isso, tivemos que fazer a interdição ética”, afirmou o médico.

A reportagem tentou por inúmeras vezes entrar em contato com a prefeitura de Sapé, porém não obteve respostas.


Fonte: G1

Desafios para a classe trabalhadora neste cenário de crescimento econômico em Pernambuco.

Vamos participar

Prezados(as) Companheiros(as)

Este ano, o Escitório Regional do DIEESE em Pernambuco completa 30 anos.

Para comemorar esta data, convidamos a Professora Tania Bacelar para dialogar com o movimento Sindical pernambucano a respeito dos desafios para a classe trabalhadora neste cenário de crescimento econômico em nosso estado.
Dia 24 de novembro/2011
Local: Auditório do Círculo Católico
(Rua do Riachuelo, 105 - 10º andar - Boa Vista)
hora;18;30 h

Contamos com presença de todos e todas dirigentes sindicais para refletir e brindar conosco.


Enviamos nossas cordiais Saudações Sindicais

Paulo Graciano
Coordenador Sindical do DIEESE em Pernambuco

O QUE ERA RUIM FICOU PIOR NA SECRETARIA DE SAÚDE DE PAULISTA-PE.

Os Agentes de Saúde a quase:

03 Anos sem Fardamento,
03 Meses sem Protetor Solar e
Tirando Férias Sem Receber.

Veja o que vai acontecer Agora !

Companheiros de todo Brasil no seu  1º Mandado o Prefeito do nosso Município o Srº Yves Ribeiro-PSB, Foi até bonzinho, Mas agora no seu 2º Mandado está Péssimo.

Pois creio que fugiu do Controle,

Nós trabalhadores, Nossos familiares e a População Paulistenses não merecemos isto !



FORMADA CHAPA DE RESPEITO PARA TRABALHAR NO CONSELHO DE SAÚDE DE PAULISTA-PE.




Na manhã do 22/11,as 09:00 hs,no Auditório da Secretaria de Saúde de Paulista, houve uma reunião com a comissão eleitoral do Conselho de Saúde, para informações a respeito da formação das chapas que disputará o pleito para o conselho de saúde.


A eleição será feita desta vez por chapas e cada chapa terá a participação de 10 trabalhadores dos quais  05(cinco) se candidatam como conselheiro e 05(cinco) como suplentes.
As chapas podem ser formadas, mas  apenas pelos delegados que participaram da V Conferência Municipal de Saúde. 
Quanto a votar, todos os efetivos da Secretaria de Saúde de Paulista  estão aptos para o ato.


Prazo para inscrição das chapas até:  Dia  25 de Novembro de 2011.


A nossa chapa compromissada em contribuir com a saúde de Paulista,  já está formada pelos Candidatos a Conselheiros Titulares:

Valderez Maria - Trabalhadora SUS,
Alexsandra Maria - Trabalhadora SUS,
Verônica Espirito Santos - ACS,
Adalberto Filho - ACS e
Maria Angelita - ACE.

Tendo como Candidatos a Conselheiros Suplentes:

Alex Sandro - Trabalhador SUS ,
José Ricardo - Trabalhador SUS,
Cláudia Kelly - ACE. 
BIO acs - ACS  e
Ana Santana - ACS,  à qual não está na Foto Oficial acima, mais nos permitiu coloca sua foto do orkut.
                                                                  FOTO DO ORKUT
Votem na Chapa,  que tem compromisso real com a mudança.

DATA, HORÁRIO E LOCAL DA ELEIÇÃO:

DATA: Dia 07 de Dezembro de 2011.  
HORÁRIO: das 09:00 às 15:00 horas.
LOCAL: Auditório da Secretaria de Saúde do Município.


FONTE: Blog do Adalberto Filho com alguns acrescimos feitos pelo Blog BIO ACS.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

INFORMATIVO AOS ACS`s DE PAULISTA-PE.

O Companheiro ACS Cesar Roberto Secretário do SINDACSPA-PE,  vem nos informar a os ACS`s de Paulista-PE, que a reunião que estava agendada com a Secretária de Saúde do Município a Srª Terezinha Mouzinho, Foi adiada para Dia, 24 de Novembro de 2011, Aparti das 10:00Hs.

Segundo o Companheiro Cesar Roberto por motivos maiores a Secretária de Saúde não os atenderam, Mas mesmo assim foi entregue em suas mãos o Documento, onde diz que AACSP - Associação dos Agentes Comunitários de Saúde de Paulista-PE. está Inregular e por este motivo foi pedido para que pare imediatamente os descontos indevido dos ACS`s  para mesma.

O Companheiro Cezar Roberto também falou que é para defesa da Categoria e conta com a Secretária de Saúde para sanar este Problema.  finalizou.

REUNIÃO PARA ELEIÇÃO DE CONSELHEIROS NO SEGUIMENTO TRABALHADOR.

ATENÇÃOTodos os Delegados do Seguimento Trabalhador que participaram da V Conferência Municipal de Saúde do Paulista.

Nesta, Terça-feira, dia 22 de Novembro de 2011, Aparti das 09:00Hs. no Auditório da Secretaria de Saúde do Município. Haverá Reunião do Conselho de Saúde para informações da forma de eleição para novos Conselheiros.

Segundo Ramos, a eleição será feitas por Chapas e cada Chapa tem que conter 10 Trabalhadores dos quais  05(cinco) se candidata como Conselheiro e 05(cinco) como Suplente.

 Escrição das Chapas está Prevista para até o dia, 25 de Novembro de 2011 e a Eleição para o dia 07 de Dezembro de 2011.

sábado, 19 de novembro de 2011

ATO DE SOLIDARIEDADE DO ACS.



Comovida com uma situação difícil enfrentada por um casal de diamantenses, a agente comunitária de saúde Josivânia Andrelino da Silva, resolveu por meio de um convite formal pedir aos seus amigos e companheiros de trabalhos, doações de utensílios que possam ajudar duas crianças que vieram ao mundo há pouco tempo.

O casal vem de família carente e sobrevive somente dos programas sociais do governo federal, sem planejamento familiar o casal trouxe ao mundo dois belos bebês, inúmeras doações foram entregues na casa de da agente Vânia, onde ela conseguiu uma grande quantidade de fraudas, roupas, calçados e até uma cama entre outros.

Vânia fez a entrega na tarde desta sexta (18), a família agradeceu profundamente, com choro de alegria, “isso devemos fazer sem olhar aquém, nunca sabemos do futuro ele é imprevisto” disse Vânia.


FONTE: DiamanteOnline

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

RETROATIVO DA INSALUBRIDADE TEM NOVIDADES.

A juíza da 35º Vara do Tribunal Regional do Trabalho da 5º Região, Drª Erika Ferrari Zanella, acolheu o pedido formulado pelo Sindacs/BA e deferiu a sentença favorável aos Agentes de Combates às Endemias de Salvador-BA no processo da insalubridade.
 
O pagamento do adicional será em grau médio, calculado sobre o salário mínimo, com integração ao salário e consequentes reflexos nos décimos terceiros salários e nas férias, acrescido de um terço, conforme pleiteado pelo sindicato.
 
A sentença ainda não é definitiva cabendo ainda recurso por parte do município.
 
Por fim, os representantes do Sindacs/BA, em especial, o jurídico desta instituição continuam na luta para sempre atender as expectativas da categoria.
 
A postura é de muita seriedade para todas as sugestões dos ACS e ACE.
 
Vale ressaltar, que quando a categoria precisa estar unida, não existem opositores, todos precisamos reivindicar, tentar e "correr atrás" juntos, com objetivos contrários, críticas constantes,  a meta fica difícil de ser alcançada.
 
Mais uma vez a única entidade representativa da categoria, o Sindacs/BA, coloca-se à disposição para maiores esclarecimentos para esta questão da insalubridade e demais dúvidas, críticas e sugestões.
 
 
 
 
 
Fonte: Texto: Aldenilson Rangel
Revisão: Priscila Bastos DRT 3881

II Encontro Estadual dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias do Estado de Goiás, promovido pelo Sindsaúde/Sindacse/GO.

O II Encontro Estadual dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias do Estado de Goiás, que estará acontecendo no dia 22/11/2011 com o tema:

"A PERSPECTIVA DA REGULAMENTAÇÃO DO PISO NACIONAL DE DOIS SALÁRIOS MÍNIMOS PARA CATEGORIA",

Tem por objetivo ampliar os debates em torno da possibilidade de aprovação do piso nacional de dois Salários Mínimos para os ACS e ACE, por entender a grande importância desses trabalhadores no combate às doenças endêmicas no caso dos Agentes de Endemias e ações preventivas de Saúde do hipertenso, diabético, Gestante e controle de vacinas de crianças menores de dois anos.
Apesar da importância já mencionada, o debate junto aos trabalhadores se torna de extrema necessidade, uma vez que atualmente os projetos que se encontram em tramitação no Congresso Nacional, tem encontrado certa resistência quando se trata da definição de quem ficará com a responsabilidade pelo repasse de recursos financeiros destinados ao pagamento do novo piso salarial se for aprovado.

Ante mão, importante o esclarecimento que a representante do Ministério da Saúde, a Senhora Eliana Mendonça, ao participar da Audiência Publica referente ao financiamento e repasse de verbas para pagamento de salário para ACS e ACE, disse temer que não haja recursos para custeá-lo e defendeu que a responsabilidade financeira fosse distribuída entre os Estados e Municípios, alertando que o pisos salariais dos agentes, nos moldes da proposta aprovada pela EC 63/2010, representa um aumento de R$ 5,4 bilhões no orçamento do ministério até 2015.

Importante mencionar que atualmente o governo federal vem estimulando os municípios na implantação de programas de Agentes Comunitários de Saúde quando repassa o valor correspondente a R$ 750,00 (setecentos e cinqüenta ) reais, como estratégias para melhoramento da saúde em todo o Pais, contudo, por falta de uma política salarial decente os Prefeitos e Secretários nos Municípios nem sempre pagam este valor aos Agentes sob a Justificativa de que o referido valor é destinado a aplicação na estrutura das equipes da ESF.

Diante disso não nos resta outra alternativa se não a mobilização dos companheiros e companheiras, ACS e ACE, no sentido de continuar a luta nos Estados e Municípios, fazendo com que o Ministério da Saúde reconheça de uma vez por todas a importância destas categorias em todo o Brasil, e façam com que seja regulamentado a EC 63/ 2010, que estipula um piso salarial de dois salários mínimos para a nossa categoria.

Programação:

7h39min- Café da manhã e credenciamento
9h- Abertura Oficial do Encontro
10h- Análise de conjuntura Nacional e Estadual
Convidados: Walter Pinheiro (Senador do PT/BA)
Mauro Rubem (Dep. PT/GO)
Coordenador- Leocides Jose de Souza
Secretária- Divina Rosa de Jesus
11h- Debates
12h15min- Almoço
13h30min--Vinculo Trabalhista dos ACS e ACE nos Municípios Goianos
                 -Antes e depois da EC 51/06
                 -Vínculo: Celetista x Estatutário
Convidados: Dr. Paulo Ortegal (Conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios)
Coordenador: Flávia
Secretário: Paulo Gomes de Brito
14h40min- Debates
15h20min- Avaliação e encaminhamento do Encontro
Coordenadora- Maria Arlete Bahia Silva da Costa Castro
Secretária- Ângela de Jesus Araujo Nascimento
17h00min- Encerramento

FONTE: Escrito por: Imprensa SindSaúde -GO