Blog BIO ACS é vida.

GRUPO A CATEGORIA EM 1º LUGAR

Companheiros Participe do nosso Blog e Sejam Bem Vindos !

ACESSOS ONLINE

VISITAS ONLINE

Total de Acessos em Nosso Blog BIO ACS é Vida.

COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

ASSOCIAÇÃO


PISO

PISO
REAJUSTE JÁ

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Polícia procura suspeitos de matar Agente de Saúde



Jeférson foi preso no ano passado pela Polícia Civil















 EUNÁPOLIS - Já foram identificadas as duas pessoas suspeitas de terem matado, em um assalto, o agente de saúde Micaias Araujo do Santos. O servidor da prefeitura de Eunápolis, que tinha 24 anos, foi morto com três tiros, na noite de quarta-feira (23), na porta de sua casa, no bairro Gusmão.



O delegado da Furtos e Roubos, Cícero Daniel Feitosa, afirmou ao RADAR64, na manhã desta sexta (25), que os dois ainda estão foragidos, mas já foram apreendidas a motocicleta que teria sido empregada no crime, bem com os capacetes e as roupas que um deles usava.

Ainda de acordo com o delegado, o caso começou a ter desfecho após a identificação do proprietário da motocicleta Honda Fan, cor preta, usada no assalto.

O proprietário, em interrogatório, falou que alugou o veículo para um adolescente de 16 anos e para Jéferson Lima do Nascimento, 19 anos, mais conhecido como 'Fiviu', a menos de duas horas do crime.

A pessoa que emprestou um dos capacetes também já foi identificada e prestou depoimento. O dono da moto, que não teve o nome divulgado, falou que achou estranhou a demora dos dois em devolver a moto. Ao localizá-los no bairro Pequi, na mesma noite, notou que eles estavam nervosos.

O Serviço de Investigação da Polícia Civil foi até as casas dos suspeitos do homicídio, nos bairros Pequi e Minas Gerais. Na residência de Jéferson foram encontrados os dois capacetes, bem como as roupas que ele usava no dia do assassinato, também descritas por testemunhas.

Foto: RADAR64
Moto que teria sido usada no crime foi recuperada pela polícia
Os policiais disseram que o adolescente conseguiu fugir de sua casa, ao perceber a aproximação dos agentes. Ele pulou um muro, que tem cacos de vidros, e pode ter cortado as mãos.

Jéferson e o adolescente já têm passagem por tráfico de drogas e assalto a mão armada e no dia do crime poderiam estar drogados. O agente de saúde não reagiu, mesmo assim foi baleado. Em novembro do ano passado, o adolescente foi apreendido pelo PEOT após assalto a uma farmácia. Jeférson foi preso em novembro, junto com mais quatros pessoas. Na ocasião, a Polícia Civil apreendeu armas e farta munição.

PROTESTO - Na manhã desta sexta-feira, colegas de trabalho de Micaias fizeram um protesto pelas principais ruas do centro da cidade, portando faixas e cartazes com pedidos de justiça. A passeata terminou em frente ao Complexo Policial, no bairro Santa Lúcia. O delegado pede a colaboração da comunidade para prender os dois assaltantes, ligando anonimamente para os telefones 197 ou 190

Campanha contra dengue em Santa Cruz-RN.

santacruzunidacontradengue003




O secretário de saúde, Jalmir Simões, convocou a todos os Agentes de Saúde e Endemias para intensificarem suas ações mobilizar toda a comunidade de sua área, pois sem a parceria da população o trabalho de combate ao mosquito Aedes Aegpty não terá o resultado esperado. Jalmir Simões fez a apresentação e explanação do Plano Intersetorial do Combate à Dengue 2011.
O Prefeito Péricles participou ativamente do evento, juntamente com secretários municipais que estão todos integrados na campanha, e solicitou o empenho dos Agentes para dar ênfase na prevenção. Péricles convidou as crianças para que sejam os fiscais de suas próprias casas, alertando aos pais com relação as medidas preventivas.
Com informações da Assessoria.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Agentes de Saúde entregam panfletos com demonstrativo de pagamento.

Cerca de trezentos agentes de saúde, segundo os organizadores, estão distribuindo panfletos em pontos de Campo Grande como na Marechal Rondon, em frente a Central de Atendimentos ao Cidadão da Prefeitura, e em semáforos na rua 25 de dezembro e no cruzamento das avenidas Mato Grosso com a Ceará.
No panfleto entregue pelos servidores está uma reprodução de demonstrativo de pagamento de um Agente de Saúde. Na cópia do holerite consta o valor de rendimentos de R$ 716,53, descontos de R$ 494,19 e valor líquido de R$ 222,34.
Porém, observando o fac-símile do holerith, nota-se que o servidor utilizado como exemplo possuia dois descontos em folha de emprestimos realizados totalizando R$ 359,99 de pagamentos. Ou seja, caso o servidor que teve o demonstrativo reproduzido não tivesse feito empréstimos, teria um salário líquido de R$ 582,33.
Alessandra de Souza

Os trabalhadores paralisaram as atividades no início de janeiro e reivindicam melhoria nas condições de trabalho e reajuste salarial. Segundo a categoria, a remuneração média deveria dos atuais R$ 700 para R$ 2,1 mil. Os agentes de saúde passaram a ter mais atribuições do que as previstas inicialmente, como manejo de inseticidas e controle de zoonoses.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Agente de Saúde Assassinado em Eunápolis-BA.





EUNÁPOLIS -

O agente de saúde Micaias Araujo dos Santos, 24 anos, morreu em uma tentativa de assalto, às 20h45 de ontem, em Eunápolis. Segundo testemunhas, ele chegava em sua casa, na Rua Bom Sossego, no bairro Gusmão, quando foi abordado por dois bandidos, que queriam roubar a sua motocicleta.

Ainda de acordo com os relatos, Micaias reagiu e foi alvejado com três tiros, que atingiram o seu abdômen. Os bandidos, que estavam em outra moto, fugiram, mas o veículo da vítima, uma Honda/Fan, não foi levado


Saúde da Família é aprovada por 80,7% dos usuários

 
O IPEA publicou  uma pesquisa sobre a satisfação dos brasileiros com o SUS e com os planos de saúde, e constatou que 80,7% dos brasileiros atendidos pela estratégia Saúde da Família (PSF) avaliam o atendimento como bom ou muito bom.


Gráfico de barras indicando a satisfação dos usuários com os seguintes serviços: postos/centros de saúde; saúde da família; médicos especialistas; urgência e emergência; distribuição de medicamentos.
Fonte: Ipea. Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS) 2010
 
 
Na estratégia Saúde da Família, cada família tem um agente comunitário de saúde de referência, e cada agente tem um médico de referência. A continuidade da relação entre o paciente e o médico facilita em muito o cuidado adequado de condições a longo prazo, como a necessidade de exames periódicos (os check-ups) ou o controle da pressão arterial. Como o médico da família é o primeiro a ser procurado quando a pessoa precisa, ele conhece melhor o histórico e pode resolver os problemas com mais eficiência.
Coincidência ou não, no dia seguinte (10 de fevereiro) o Bom-Dia Brasil fez uma matéria sobre a medicina de família de comunidade. Em resumo, na medida em que o médico tem menos contato com o paciente, ele pede mais exames complementares, gerando um cuidado mais caro e menos satisfatório. O médico de família e comunidade é especialista em fazer o contrário disso, e por isso é que ele agrega valor — faz mais por menos.
Para os leitores de primeira viagem, deixo aqui algumas sugestões de leitura:
Não é de se admirar que planos de saúde de todo o Brasil estejam experimentando a criação de serviços de Saúde da Família — mas isso é assunto para outro dia.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Falta Agentes de Endemias em Carazinho-RS.

Os  meses de calor intenso são os mais propícios para a incidência de casos de dengue no Rio Grande do Sul e é nessa época que existe a necessidade de intensificar a fiscalização. Em Carazinho, felizmente, desde o ano de 2008 não são encontrados focos do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença.
Mas, embora o município esteja fora da área de risco, sempre existe um aumento da fiscalização no início do ano. Porém, o diretor da Vigilância Sanitária, André Prado, comenta que o número reduzido de agentes está tornando essa tarefa complicada.
 

(Diretor da Vigilância Sanitária afirma que, para intensificar os trabalhos, é preciso contratar mais profissionais / FOTO FRANCINE OLIVEIRA)
 
Hoje, Carazinho conta com um total de 10 agentes trabalhando no monitoramento dos imóveis e conscientização da população. De acordo com o diretor, foi solicitada a contratação de mais sete agentes, mas a Administração Municipal ainda não deu uma previsão de quando esses profissionais serão disponibilizados. 
 
O prefeito municipal, Aylton Magalhães, afirma que existe vaga para mais quatro ou cinco agentes de endemias e esses profissionais já foram selecionados no último concurso público. “No momento que o município for ameaçado e viermos a precisar, esses agentes poderão ser convocados imediatamente, para auxiliar na ampliação do trabalho”, salienta.
 
Porém, o responsável pela Vigilância Sanitária destaca que “seria preciso realizar essas contratações imediatamente, pois essa é uma atividade que demanda tempo, sendo necessário um treinamento e capacitação prévia, além de uma certa experiência no trabalho”. Ele comenta que “o ideal seria estar com a equipe formada já que, nessa época, a vigilância sempre é intensificada, mas com o número reduzido de agentes essa ampliação se torna impossível”.
 
Segundo Prado, em cidades que não tem infestação da doença, as normas do Programa Nacional de Controle da Dengue obrigam que seja realizado a vistoria em apenas 10% das casas, mas em Carazinho são visitados, no mínimo, 50% dos imóveis a cada quatro meses. “Se o município for considerado área de risco, é obrigatório que sejam vistoriadas 100% das residências e, nesse caso, considerando o número de imóveis, precisaríamos de 24 agentes e não 17 como estamos solicitando”.
 

(No mês de janeiro foram 5.691 visitas em residências, pontos comerciais e armadilhas / FOTO FRANCINE OLIVEIRA)
 
Os números de 2011 
No mês de janeiro, foram realizadas 5.691 visitas em residências, pontos comerciais e armadilhas colocadas pela Vigilância em todo município.
 
Destas, 92 foram em pontos estratégicos. Prado destaca que esses pontos estratégicos são os locais onde existe maior risco de serem encontrados focos do mosquito, como borracharias, cemitérios e empresas de transporte. Nos locais visitados foram inspecionados 52.665 depósitos, que são locais com água parada e vulneráveis a proliferação do mosquito. Desses, 29.694 foram eliminados.
 
O diretor da Vigilância Sanitária comenta ainda que outro motivo para a intensificação da fiscalização é a Expodireto Cotrijal. Ele afirma que, com a movimentação de visitantes na feira, a região ficará mais vulnerável, pois “receberemos veículos de várias localidades”.
 
Medidas preventivas 
 
A única forma de combater a doença, com certeza, é a prevenção. O responsável pela Vigilância no município lembra que as formas de prevenir possíveis focos de dengue são aquelas já conhecidas pela comunidade em geral, como evitar água parada; esvaziar e escovar, sempre que possível, as paredes internas de recipientes que acumulam água; manter totalmente fechadas cisternas, caixas d`água e reservatórios provisórios; não acumular latas, pneus e garrafas e encher com areia os pratinhos das plantas, entre outros.
 
Adotando essas medidas simples é possível fazer com que a dengue fique longe de nossas casas

Curso Introdutório de Formação para os novos ACS. em Rio grande do Sul

A Secretaria Municipal de Saúde, através do Núcleo Municipal de Educação em Saúde Coletiva (NUMESC), realizará o Curso Introdutório de Formação Inicial para as novas Agentes Comunitárias de Saúde (ACS), nos dias 21, 22, 24 e 25 de fevereiro e 10 de março de 2011.

O curso vem ao encontro da lei nº. 11.350 de 05 de outubro de 2006, que define como pré-requisito o Curso Introdutório de Formação Inicial. Para que as ACS possam iniciar o trabalho é preciso realizar este curso de 40 horas.
Serão capacitadas 10 Agentes, que foram aprovadas em concurso público ou processo seletivo

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Drogas ! Os Agentes Comunitários de Saúde vão ter aulas voltadas ao atendimento nas ruas.

Foto: Divulgação












 A presidente Dilma Rousseff anunciou que os centros regionais de Referência em Crack e Outras Drogas vão capacitar cerca de 15 mil profissionais de saúde nos próximos 12 meses, em seu programa de rádio "Café com a Presidenta", na manhã desta segunda-feira 21/02.

Ela disse ainda que os médicos vão receber cursos para atender em unidades básicas de saúde, enquanto outros profissionais vão aprender a respeito de desintoxicação em hospitais e clínicas.  Já
os agentes comunitários de saúde vão ter aulas voltadas ao atendimento nas ruas.

"Eles vão conhecer as técnicas de tratamento e também as possibilidades de trazer essas pessoas de volta ao convívio social, ao trabalho e aos estudos",
destacou Dilma.

Ela lembrou também que a finalidade  dos 49 centros é oferecer atendimento e acompanhamento aos dependentes químicos e aos familiares. De acordo com Dilma,  o governo já realiza 13 estudos clínicos a respeito do crack em seis universidades federais.

"Nosso plano de enfrentamento ao crack e outras drogas cerca o problema por todos os lados", conclui a presidente ao se referir à prevenção, ao tratamento e ao combate ao tráfico, principalmente, nas fronteiras do país.

*Informações Agência Brasil

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Piso Salarial Profissional nacional para o Agentes de Saúde

15/2/2011 PLENÁRIO (PLEN)Apresentação do Requerimento n. 361/2011, pela Deputada Nilda Gondim (PMDB-PB), que: "Requer a inclusão na Ordem do Dia da PEC nº 391, de 2009, que "Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer plano de carreira e piso salarial profissional nacional para o agente comunitário de saúde e o agente de combate às endemias."".(íntegra)



REQUERIMENTO Nº /2011

(Da Sra. Nilda Gondim)

Requer a inclusão na Ordem do Dia da PEC
nº 391, de 2009, que “Altera o art. 198 da
Constituição Federal para estabelecer plano
de carreira e piso salarial profissional
nacional para o agente comunitário de saúde
e o agente de combate às endemias.”
Senhor Presidente,
Requeiro a Vossa Excelência, nos termos do art. 114, inciso XIV,
combinado com o art. 86, parágrafo 3º, do Regimento Interno, inclusão na
Ordem do Dia do Plenário, da Proposta de Emenda à Constituição nº 391, de
2009, que “Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer plano de
carreira e piso salarial profissional nacional para o agente comunitário de saúde
e o agente de combate às endemias.”

JUSTIFICAÇÃO

A matéria objeto da Proposta de Emenda à Constituição nº 391,
de 2009, que tem como escopo o plano de carreira e piso salarial profissional
nacional para o agente comunitário de saúde e o agente de combate às
endemias, encontra-se pronta para figurar na Ordem do Dia.
Considerando se tratar de proposição de grande relevância para
os servidores que exercem imprescindíveis atividades, especificamente na área
de saúde pública em todas as unidades da federação, espero deste modo
poder contar com o apoio do ilustre presidente para a sua inclusão na pauta de
votação do Plenário desta Casa.
Sala das Sessões, em 11 de fevereiro de 2011.
Deputada Nilda Gondim
PMDB/PB

Agente de Saúde tem casos suspeitas de Paranormalidade na comunidade onde trabalha.

Estudantes de outra escola pública do Interior do Ceará estão sofrendo os mesmos sintomas de paranormalidade registrados entre jovens na Escola Pública Eduardo Barbosa, no Município de Itatira, em junho do ano passado. Desta vez, alunas da Escola de Ensino Fundamental e Médio Tomaz Nunes, situada no Distrito de Monte Castelo, na zona rural de Choró, outro Município do Sertão Central, entraram em transe na sala de aula e a caminho de casa, no transporte escolar.

Algumas delas confirmam a experiência. Outras se recusam a comentar sobre o fenômeno. Os casos surgiram há uma semana. Conforme relatos dos colegas, sete delas passaram praticamente pela mesma experiência. Uma das adolescentes, Arnilaine Batista Sousa, de 15 anos, ainda está com os membros inferiores parcialmente paralisados.

"Milita", como é tratada pela família, disse que os primeiros sintomas foram dor de cabeça, no estômago, tremores no corpo e tontura. Praticamente os mesmos relatados pelas alunas de Itatira. De acordo com a estudante, os médicos não deram explicação para a doença súbita. Mesmo encorajada pelas colegas, ainda está muito assustada.

Mal súbito

A mãe de "Milita", Francisca Inez Batista dos Santos, também está preocupada. Das alunas afetadas até agora, sua filha é a única a não ter o quadro revertido após o mal súbito, como define o fenômeno. Para ela, tudo não passa de nervosismo, após um veículo derrubar parte do muro da escola.

Com o barulho do muro caindo, algumas meninas ficaram assustadas. Com "Milita", a caçula entre as mulheres de sua família, não foi diferente. Mesmo assim, a mãe não entende porque a filha ainda não consegue andar direito. Ela também ressaltou a existência de doenças neurológicas na sua família.

Segundo o motorista do transporte escolar, Antônio Ferreira Miguel, quando trazia parte dos alunos de volta para casa, algumas meninas se sentiram mal dentro do veículo. Começaram a reclamar de gastura e moleza nas pernas. Preocupado, parou o caminhão na porta da casa de amigos.

As estudantes foram retiradas pelos braços. Somente após melhorarem, seguiu viagem. Uma delas lhe confessou ter passado a mesma aflição na escola, dias antes. Teve até "visagem de espíritos". Ele se refere a Vanessa Pereira de Sousa, aluna do 8º ano.

A estudante confirma o episódio. Ela acredita ter entrado em transe. Nunca havia passado por tal situação, nem parecida. É católica. Mora com os avós. São muito religiosos. Considera-se uma jovem normal. Todavia, acrescenta se deparar frequentemente com aparições de uma prima falecida há alguns anos. Dias atrás a viu novamente, circulando pela escola. Ficou assombrada. Mesmo tranquilizada pelo espírito, acabou desmaiando. Acordou nos braços do vigia do estabelecimento de ensino, Francisco Pinheiro. Ele é pastor evangélico.

O vigia e pastor atribui os casos recentes registrados na comunidade rural situada a 37 Km da sede de Choró, a "encostos" de maus espíritos. Para ele, as alunas realmente entraram em transe. Após suas orações, as "danações" saíram dos corpos das meninas. Apenas "Milita" não se recuperou. "No caso dela, falta apenas fé", justificou. Resolveu ajudar após solicitação de alguns pais. Queriam tirar os filhos da escola. Ele compara os episódios de Monte Castelo aos de Cachoeira BR, no Município de Itatira.

Quem está acompanhando todos os casos é a agente de saúde, Cleidiene Lopes. Há mais de 20 anos, assiste a comunidade.
Ela atribui os sintomas sentidos pelas estudantes ao nervosismo ocasionado logo após o acidente com o muro da escola. Coincidiu com os comentários de uma aluna dizendo ter ouvido falar de "aparições do satanás". Ouviu o comentário da boca da própria filha, Sara Nelles Lemos, aluna da mesma escola. Quando escutou os relatos, a agente também passou a chorar. Suas pernas endureceram. Além de agente de saúde, ela é responsável pela Pastoral de Monte Castelo.

Para a diretora da escola, Maria Mairles Moreira, os episódios foram isolados. Não estão relacionados. Não se trata de transe. "As pessoas estão exagerando". Ela é evangélica há mais de 10 anos. Discorda da possibilidade das adolescentes terem sido possuídas. Na sua opinião, são efeitos do clima ou de alguma virose. Ela contestou as estudantes, afirmando que os problemas não ocorreram dentro das salas de aula. Descartou ainda a possibilidade da água consumida pelos alunos estar contaminada. Segundo ela, técnicos da Funasa vistoriaram a cisterna recentemente. Não detectaram nenhum problema.

O secretário de Saúde de Choró, Bianor Bernardino Silva, pretende ir à Escola Tomaz Nunes no início da próxima semana. Um psicólogo e um médico devem acompanhá-lo. O objetivo é evitar histeria coletiva. Segundo ele, um pastor está assustando os estudantes com supostas "aparições demoníacas". Disse não saber se trata-se do vigia Francisco Pinheiro. Vê a necessidade de auxiliar a direção da escola, no sentido de tranquilizar os alunos e os pais.

Itatira

Em junho do ano passado, o fenômeno paranormal registrado em Itatira. Atingiu 32 alunas e um estudante. Eram jovens entre 11 e 16 anos. Após o transe, as meninas se recuperavam e voltavam a conversar normalmente, como se nada tivesse acontecido. Para os pais, como não há um diagnóstico para o que está acontecendo, o jeito é acreditar em Deus. Especialistas e religiosos não chegaram a um consenso sobre os casos.



Alex Pimentel
Diário do Nordeste

Jackson Perigoso
Fotos

Extraída do Portal Revista Central



domingo, 20 de fevereiro de 2011

Agentes Comunitários de Saúde podem perde o emprego.

 
 
 
 
 
O Tribunal de Contas do Estado apontou irregularidades no processo seletivo de que  participaram  34 agentes de saúde de Santo Ângelo-RS.

A prefeitura foi notificada no dia 17 de janeiro deste ano e tinha até 30 dias para demitir os 34 agentes de saúde. A decisão do Tribunal de Contas do Estado teve como base uma auditoria de contratações realizadas em 2009.

O relatório apontou que o processo seletivo de agentes comunitários de saúde nos anos de 1994 e 1995 seria irregular. Entre os motivos, por ter entrevistas coletiva e individual. O TCE não encontrou registros concretos que comprovam como foi a condução, as respostas dos candidatos e os critérios de correção desta etapa.

Depois de notificados da decisão, os agentes de saúde se reuniram para juntos tentar reverter a situação. Eles temem não conseguir emprego depois de cerca de 16 anos trabalhando na mesma área.

Pra alguns colegas se torna impossível, até porque já estão doentes devido à idade. Se torna bem complicado diz Jane Zaltron, agente comunitária de saúde.

O advogado Paulo Leal representa os agentes de saúde e já entrou com recurso no Tribunal de Contas.

Estamos examinando também a possibilidade de levar este assunto ao Poder Judiciário, através de um mandado de segurança. Por fim, ainda há uma outra medida judicial que está sendo estudada, mas que vai depender do exame dessas duas matérias, desses dois momentos no Tribunal de Contas e no Judiciário explica o advogado.

Conforme o secretário de administração de Santo Ângelo, na época, a seleção foi feita pelas secretarias de saúde do Estado e do município. A prefeitura também recorreu.

O recurso já foi protocolado e o efeito desse recurso suspende esses 30 dias. Só vai começar a correr os 30 dias a partir do momento que for julgado, afirma o secretário de administração de Santo Ângelo Hélio Costa. O município tem ao todo 53 agentes de saúde.

Comentem!!!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Agentes de saúde fazem avaliação nutricional de beneficiários do Bolsa Família em Teresina-PI.

As prefeituras de todo o país têm até o dia 30 de junho para informar ao Ministério da Saúde dados dos beneficiários do Bolsa Família. O acompanhamento das agendas de saúde e o monitoramento da frequência escolar são tarefas das secretarias municipais.

Para cumprir esse prazo, a Prefeitura de Teresina está fazendo um treinamento com os agentes comunitários de saúde no intuito de realizar a avaliação nutricional das crianças de zero a 6 anos.


“Os agentes de saúde por já atuarem na comunidade e conhecerem as famílias são ideais para a realização desta missão. Munidos de um relatório e da relação com os nomes das famílias, eles realizam o procedimento de pesagem e medição e verificam se as crianças foram vacinadas”, explica a secretária de assistência social, Graça Amorim.

O treinamento dos agentes de saúde está sendo realizado no auditório da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS) e se estende até o dia 25 deste mês. “A parceria entre a SEMTCAS, Fundação Municipal de Saúde (FMS) e Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) é fundamental para que os beneficiários do Bolsa Família consigam cumprir as condições e permaneçam no programa”, acrescenta Graça Amorim.

As condicionalidades são as contrapartidas que as famílias devem cumprir para receber a transferência de renda do Bolsa Família. No que se refere à saúde, crianças menores de 7 anos devem ser vacinadas e receber acompanhamento constante, assim como gestantes e mulheres em fase de amamentação.

Já famílias que têm filhos com idades entre 6 e 17 anos têm que manter as crianças e adolescentes na escola e comprovar assiduidade. A frequência escolar para alunos entre 6 aos 15 anos deve atingir 85% das aulas. Para adolescentes com 16 e 17 anos, deve ser de 75%.

Proposições sofreram movimentações.


PEC-00391/2009 - Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer plano de carreira e piso salarial profissional nacional para o agente comunitário de saúde e o agente de combate às endemias.

- 15/02/2011 

Apresentação do Requerimento n. 361/2011, pela Deputada Nilda Gondim (PMDB-PB), que: "Requer a inclusão na Ordem do Dia da PEC nº 391, de 2009, que "Altera o art. 198 da Constituição Federal para estabelecer plano de carreira e piso salarial profissional nacional para o agente comunitário de saúde e o agente de combate às endemias

Sindicato convida todos Agentes de Saúde para Assembléia Geral em Rio Branco-AC.

Pessoal,
na próxima
terça feira (22/02/2011)
às 08:00hs será realizado
 na Assemurb
uma Assembléia Geral

com todos os Agentes de Comunitário de Saúde e Agentes de Controle de Endemias do Município de Rio Branco para apresentação das novas propostas e negociações entre Sindicato e Prefeitura de Rio Branco. A presença de todos é de grande importância. Não faltem !

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

O SINDACS-PE. e Paulista-PE estão de Parabéns.

O SINDACS-PE. Fez uma ótima Assembléia em Paulista-PE. e Contou com uma grande número de Agentes de Saúde.

Assembléia foi muito bem dirigida pela Diretoria, onde foi falado vários pontos de conquistas pelo SINDACS-PE em Recife e em vários municípios.

Depois a Diretoria procurou saber sobre nossos anseios em Paulista, onde vários companheiros falaram de nossas dificuldades e foi ai que foi feita a pauta de negociação para levar ao gestor.

Entre vários pontos de reclamação foi escolhidos inicialmente para 1ª mesa de negociação:

INCENTIVO  DE 714,00.

PRODUTIVIDADE  SUS

TICKET

CURSO TÉCNICO,  2º e 3º MODULO.

PLANO DE CARGO E CARREIRA.


Com a Assembléia bem dirigida e bem fundamentada pelos Companheiros Direitores do SINDACS-PE, na Pessoa da Presidente  Jaciara Pereira Alves e o ótimo número de Agentes de Saúde presentes, foram feitas várias filiações,  para fortalecer ainda mais Paulista e termos nossas reinvidicações atendidas.

Eu, BIO acs,  fiquei responsável para recolher os restantes das filiações dos Companheiros nas Unidades, através do
Fone: 8816 - 4242


Parabenizo toda Diretoria do SINDACS-PE, como foi conduzida  Assembléia e peço a vocês um carinho especial por Paulista-PE. em nome dos nossos companheiros.

UM ABRAÇO A TODOS.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Agentes de Saúde de Paulista-PE, Estão Liberados.

Todos os ACS - Agentes Comunitários de Saúde e ACE - Agentes de Combate a Endemias do Paulista-PE.
Estão liberados para Assembléia do SINDACS-PE. em Paulista-PE.

O SINDACS-PE. Fará Assembléia no

Dia:  16 de Fevereiro de 2011
Local: Sindicato dos Tecelões,
AV: Floriano Peixoto, Nº 25 - Centro - Paulista - PE.
Horário: 09:00 Horas.


CONTAMOS COM A PRESENÇA DE TODOS COMPANHEIROS, PARA FICARMOS MAIS FORTES.

ASSEMBLÉIA DA ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES DE SAÚDE DE PAULISTA .

Na ultima sexta-feira dia(11/2) a Associação dos Agentes de Saúde de Paulista fez uma assembléia com os associados no Teatro Paulo Freire que se arrastou até o início da tarde.

 Por uma questão de semântica, vamos caracterizar como assembléia, onde as deliberações não foram traduzidas com nitidez e a devida transparência e respeito com o público, por alguns personagens que tomaram a palavra. Assuntos irrelevantes e descabidos foram colocados;questões de cunho pessoal e falta de ética, foram sistematicamente abordados em cena, aflorando os ânimos de uns,e desanimando a outra parte da platéia no tocante ao real desfecho da assembléia.

Questões de órdem como aumento do salário base foi evidenciado mas, ainda dependendo dos trâmites burocráticos. No que se refere ao protetor solar,a questão foi resolvida. Onde os mesmos,ou foram ou estão sendo entregues. Quanto ao ponto da redução do horário de trabalho,ainda encontra-se sob análise. E a velha novela das férias,terá uma nova rodada de negociação. Passada a fase dos informes,chegou-se a questão da pauta,ou seja a prestação de contas 2010. Criou-se um impasse desnecessário entre o conselho fiscal e a diretoria da Associação, sanado conforme fala de consenso da Presidente Maiza Martins, e assim foram aprovadas as contas da Associação.

Porém, com uma manobra no curso da votação,haja visto ter-se poucos heróis que resistiram até o final dos trabalhos, e tiveram seus direitos cerceados de votação, para se chegar a uma aprovação e consequentemente a vitória com quórum insignificante, e desrespeitando a proposição que aprovava as contas com ressalvas.

 Agora,temos que ressaltar a legitmidade e a força da Associação dos Agentes de Saúde para defender a categoria. Bem como o bom desempenho e conquistas da diretoria da Associação na abertura do canal de negociação com o gestor municipal e poder legislativo,mas, não se pode comungar totalmente de ações deliberadas, onde se visa perpetuar erros primários de normatização e políticas de gestão. A proposta de ressalvas urgentes na gestão atual,tem de ser evidenciada e nada de destituição,pois seria golpe. Contudo, deve-se fazer uma reformulação agregando valores que venham somar e fortalecer o grupo.

Fato a se destacar é que componentes da diretoria da Associação, propuzeram-se a viabilizar o estreitamento de relação com os associados. Quanto a migração dos associados para o Sindicato?

É preciso uma análise fria e cuidadosa,devido as circunstâncias atuais e o histórico de lutas da Associação, não é o momento adequado,pois tem-se objetivos opostos. O momento é de adequação,freio de arrumação e de adicionamento,nunca fragmentação. Tem-se uma associação e Presidência,com discordâncias, mas legitimada e que luta por um objetivo comum do associado e não por trampolim eleitoral nas próximas eleições.

Fonte: Blog de Adalberto Filho

Postado por FRANCISCO MARQUES DA SILVA JUNIOR às 08:12

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Projeto estabelece piso salarial para agentes de saúde


Arquivo - Gilberto Nascimento
Pedro Chaves: proposta também assegura adicional de insalubridade aos agentes.


Tramita na Câmara o Projeto de Lei 7056/10, do deputado Pedro Chaves (PMDB-GO), que fixa em R$ 1.020 o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias e institui as diretrizes do plano de carreira dessas categorias.

A proposta regulamenta a Emenda Constitucional (EC) 63/10 e altera a Lei 11.350/06, duas normas que tratam especificamente desses profissionais, e também fixa critérios para o exercício da profissão.

Hoje, os agentes são contratados pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT - Decreto-Lei 5452/43) pelos órgãos ou entidades da administração direta, autárquica ou fundacional, mas não têm uma carreira no quadro do funcionalismo. De acordo com o autor, a proposta representa um avanço na proteção a esses trabalhadores, complementando o reconhecimento de seu papel no sistema de saúde.

Insalubridade
A proposta também reconhece as condições de insalubridade do trabalho desses agentes e prevê que eles devem ter equipamento adequado de trabalho e receber adicional. A proposta também atribui caráter técnico às atividades e institui um curso a ser seguido como requisito para o desempenho profissional.
O projeto regulamenta ainda o repasse de recursos financeiros aos gestores locais do Serviço Único de Saúde (SUS), para possibilitar o cumprimento da lei e garantir o pagamento dos salários dos agentes de todo o País. Essas regras estabelecem punições para o desvio de finalidade desses recursos.

Tramitação
A proposta foi apensada Tramitação em conjunto. Quando uma proposta apresentada é semelhante a outra que já está tramitando, a Mesa da Câmara determina que a mais recente seja apensada à mais antiga. Se um dos projetos já tiver sido aprovado pelo Senado, este encabeça a lista, tendo prioridade. O relator dá um parecer único, mas precisa se pronunciar sobre todos. Quando aprova mais de um projeto apensado, o relator faz um texto substitutivo ao projeto original. O relator pode também recomendar a aprovação de um projeto apensado e a rejeição dos demais.  ao Projeto de Lei 7495/06, do ex-senador Rodolpho Tourinho.
 Os dois projetos tramitam em regime de prioridade Na Câmara, as proposições são analisadas de acordo com o tipo de tramitação, na seguinte ordem: urgência, prioridade e ordinária. Tramitam em regime de prioridade os projetos apresentados pelo Executivo, pelo Judiciário, pelo Ministério Público, pela Mesa, por comissão, pelo Senado e pelos cidadãos. Também tramitam com prioridade os projetos de lei que regulamentem dispositivo constitucional e as eleições, e o projetos que alterem o regimento interno da Casa.  e serão analisados por uma comissão especialComissão temporária criada para examinar e dar parecer sobre projetos que envolvam matéria de competência de mais de três comissões de mérito. Em vez de tramitar pelas comissões temáticas, o projeto é analisado apenas pela comissão especial. Se aprovado nessa comissão, segue para o Senado, para o Plenário ou para sanção presidencial, dependendo da tramitação do projeto..

Íntegra da proposta:

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

SINDACS-PE Vai fazer Assembléia em Paulista-PE.

Nesta Quarta-Feira, dia 16 de Fevereiro de 2011, O SINDACS-PE.  vai fazer uma Assembleia e Paulista-PE., e Está convocando todos os ACS- Agentes Comunitário de Saúde e ACE- Agentes de Combate a endemias do Município do Paulista-PE.

Todos os ACS já estão liberados de suas atividades neste dia na parte da manha, desde que vá a Assembleia e assine a ata de presença,  Pois foi a Própria coordenadora da Atenção Básica, Srº Glória que liberou e pediu para mim que lhe entregasse Xerox da ata de presença da Assembleia após o seu termino.

Os Companheiros ACE vamos pedir a liberação de vocês nesta segunda-feira,
assim que forem liberados avisaremos.

Contamos com a presença de todos Companheiros, vamos ficar mais forte e Paulista-PE.,
Vamos juntar Forças.

Um abraço a todos.

Associação dos ACS de Paulista-PE. tem as contas aprovada em Assembléia.

Em uma Assembléia tumultuada, a qual começou as 10:30Hs e terminou mais de 13:00Hs, os poucos Associados que ficaram até o final, aprovaram a Prestação de Contas/2010, após a Presidente Maiza Martins, dizer que as faltas que o conselho estava alegando estava sanadas.

Mesmos assim antes da aprovação das contas, me epus, pedir a vez  para falar sobre minha saída da Diretoria , e falei das pessoas que realmentes querem mudanças dentro da  Diretoria e citei nomes como do Companheiro Cezar Roberto (2º Secretário) a Companheira Telma Santiago(Presidente do Conselho Fiscal e o demais componetes do Conselho) como o Companheiros Wellington, Cleverson e Rafael.

E também lancei a proposta para a destituição da Diretoria atual,  á qual tinha tudo para dar certo mas infelizmente tem alguns companheiros dentro da Diretoria  que não querem isto, e se fazer uma nova eleição a qual eu me lançaria candidato a Presidente e farai as verdadeiras mudanças que nossa Associação realmente precisar e iarmos trababalha  juntos com o  SINDACS-PE,  Pois a Associação juridicamente falando, não tem forças para defender nossa categoria.

Pois iarmos deixa de pedir e iarmos cobrar nossos direito , pois teriamos poder para isto.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Cancêr de Pele em ACS em Paulista-PE.

Companheira Agente Comunitária de Saúde do Paulista-PE.,  A qual eu falei na postagem do dia, 31 de Outubro de 2010, que estava com suspeita de Cancêr de Pele, Teve a confirmação, após a biopsia, que foi positivo(Cancêr de pele).

Hoje ao conversar com ela, sentir que ela está muito constrangida,   me pediu para não citar o nome dela nesta postagem e disse que tem mais caso suspeita de outra companheira ACS  aqui em Paulista-PE.

Após 06(seis) Meses sem os Protetores Solar, finalmente chegaram e começaram a distribuição com os Agentes de Saúde.

Para mim como já falei várias vezes, isso é uma vergonha uma falta de consciência e uma falta de concideraração com o ser humano(ACS).

.  

Associação dos ACS do Paulista, faz Assembléia para aprovação de contas.

Associação dos Agentes Comunitário de Saúde do Paulista-PE.  Está Convocando os Associados para Assembleia Geral para aprovação da prestação de contas/2010, á qual foi reprovada pelo conselho fiscal. por várias irregularidades.


Está Assembleia será realizada nesta Sexta-feira,
dia: 11/02/2011
Apartitr das 09:00 Hs
No Cine Teatro Paulo Freire no Centro de Paulista em Frente ao Sindicato dos Tecelões.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

COMO EVITAR SUSPENSÃO DE RECURSOS DA ATENÇÃO BÁSICA

A MELHOR MANEIRA DE GARANTIR A
CONTINUIDADE E A REGULARIDADE DO
REPASSE DE RECURSOS FINANCEIROS
DA ATENÇÃO BÁSICA É CONHECER A
LEGISLAÇÃO VIGENTE E PROCEDER DE
MODO A CUMPRIR OS CRITÉRIOS DE
MANUTENÇÃO DO REPASSE

   PORTARIA 648 DE 28 DE MARÇO/2006 GM/MS dispõe que o município terá o recurso suspenso devido a:


Alimentação irregular dos sistemas nacionais de informação de saúde:
SIAB, SIA, SIM SINAN,
SINASC, SISVAN E SIS-PNI

Ausência de envio de informações
por 2 meses

Ausência de envio de informações
por 3 meses alternados no período de um  ano

Malversação ou desvio da finalidade
na utilização do recurso



SUSPENSÃO DO PAB

   PORTARIA 648 DE 28 DE MARÇO/2006 GM/MS dispõe que o município terá o recurso suspenso devido a:

Inexistência de Unidade de Saúde Cadastrada

Ausência de qualquer um dos profissionais da equipe
por período superior a 90 (noventa) dias,
com exceção dos períodos em que a contratação de profissionais
esteja impedida por legislação específica


Descumprimento de carga horária (40 hs semanais) para os profissionais
das EACS, ESF ou ESB

SUSPENSÃO DO PAB VARIÁVEL:
INCENTIVO A ESF, ESB, ACS

PORTARIA Nº. 750, DE 10 DE OUTUBRO DE 2006
artigo 3º
“a partir de março de 2007 todo o cadastro das equipes de Saúde da Família, Saúde da Família com Saúde Bucal (Modalidade I e II) e de Agentes Comunitários de Saúde somente será realizado por meio do Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde-SCNES, que gerará os dados físicos e da composição das equipes para o repasse dos incentivos financeiros.”

PORTARIA Nº. 302 DE 17 DE FEVEREIRO DE 2009
artigo 1º
“Estabelecer que os profissionais de Saúde Bucal que estejam previamente vinculados à Estratégia Saúde da Família poderão ser incorporados às Equipes de Agentes Comunitários de Saúde – EACS.”

   RESOLUÇÃO CIB Nº 91/2008
dispõe que o repasse de recursos do Incentivo Financeiro Estadual para Estratégia Saúde da Família será suspenso
devido a:

Alimentação irregular do SIAB

Ausência de envio de informações
por 2 meses consecutivos

Ausência de envio de informações
por 3 meses alternados no período de um  ano

SUSPENSÃO DE TODO O RECURSO

SUSPENSÃO DO INCENTIVO ESTADUAL SAÚDE DA FAMÍLIA
   RESOLUÇÃO CIB Nº 91/2008
dispõe que o repasse de recursos do Incentivo Financeiro Estadual para ESF
será suspenso devido a:

Ausência de qualquer um dos profissionais da equipe por período superior
a 90 (noventa) dias, com exceção dos períodos em que a contratação de profissionais
esteja impedida por legislação específica
Inexistência de Unidade de Saúde para operacionalização das ações
das ESF, ACS e Saúde Bucal

Malversação ou desvio da finalidade na utilização do recurso

Descumprimento de carga horária (40 h semanais) dos profissionais das equipes

SUSPENSÃO DOS RECURSOS REFERENTES À EQUIPE ENVOLVIDA

SUSPENSÃO DO INCENTIVO ESTADUAL SAÚDE DA FAMÍLIA

   RESOLUÇÃO CIB Nº 91/2008
dispõe que o repasse de recursos do Incentivo Financeiro Estadual para ESF
será suspenso devido a:

Unidade de Saúde com infraestrutura física inadequada

Não envio, por 2 semestres consecutivos, do Relatório do Incentivo Estadual

Descumprimento dos pactos de correção/adequação/desenvolvimento da Atenção Básica
firmados entre município e SESAB

Inconsistência/duplicidade de profissional no CNES

SUSPENSÃO DOS RECURSOS REFERENTES À EQUIPE ENVOLVIDA

SUSPENSÃO DO INCENTIVO ESTADUAL SAÚDE DA FAMÍLIA

COMO EVITAR SUSPENSÃO DE RECURSOS
 DA ATENÇÃO BÁSICA


LEGISLAÇÃO VIGENTE
           PORTARIA 648 de 28 de março de 2006
           PORTARIA 750 de 10 de outubro de 2006
           PORTARIA 302 de 17 de fevereiro de 2009
           RESOLUÇÃO CIB Nº 91/2008

Ministério da Saúde suspende recursos para 280 Municípios com Irregularidades

Agência Brasil
 
BRASÍLIA - O Ministério da Saúde suspendeu a transferência de recursos referentes aos programas Saúde da Família e Saúde Bucal para 280 municípios que não corrigiram irregularidades detectadas em auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU). A portaria foi publicada nesta segunda-feira, 7, no Diário Oficial da União.

Os recursos são repassados às equipes dos programas e a transferência fica suspensa até que as falhas sejam reparadas. De acordo com o Ministério da Saúde, esses problemas não se relacionam necessariamente a fraudes, mas a falhas cometidas pelas equipes, como a falta de documentos ou duplicidade de pagamentos.

Em 2008, a CGU fiscalizou 240 municípios e constatou que 90% das famílias recebiam visitas dos agentes comunitários de saúde. Nos casos em que foram identificados problemas graves, a Secretaria de Atenção à Saúde emitiu portarias suspendendo as transferências de recursos financeiros a esses municípios.

A cada sorteio da CGU, são selecionados 60 municípios para serem vistoriados. Foram promovidos 33 sorteios, até o momento. De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial, a medida faz parte dos esforços do ministério no sentido de promover a transparência nos repasses de recursos para a atenção básica à saúde.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Começa amanhã, dia 08/02/2011, Inscrição para Concurso de ACS. em Mongaguá-SP.

Entre os dias 8 e 19 de fevereiro de 2011, interessados em concorrer a uma das 55 vagas de emprego oferecidas pela Prefeitura Municipal de Mongaguá (SP),

Devem comparecer à Diretoria de Saúde da cidade paulista (Avenida São Paulo, 1510) e efetuar sua inscrição para o concurso público.
Todas as vagas são destinadas ao cargo de Agente Comunitário de Saúde, que exige dos candidatos o nível médio de escolaridade completo e cujo salário é de R$ 552, mais R$ 108 de auxílio insalubridade. Será necessário, para se inscrever, pagar uma taxa de R$ 33.
No dia 20 de março de 2011 todos os inscritos farão provas. Locais e horários serão divulgados nos editais de convocação que serão publicados no dia 4 de março de 2011.

Eles poderão ser acessados no site  www.ibamsp-concursos.org.br  ou  www.mongagua.sp.gov.br.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Coordenadora Manda Agentes de Saúde "Catar Latinhas" em Nova Olinda-MA.


Zé Doca - A delegada dos Agentes Comunitários de Saúde, (ACS), de Nova Olinda do Maranhão, Marli Santos compareceu no programa “Mesa Redonda Debate” da Radio Alvorada fazendo graves denuncias na gestão do prefeito Delmar Sobrinho, principalmente na saúde. Munida de farta documentação entre eles o documento que suspendeu a tesoureira do sindicato e o desconto na folha de pagamento no valor de R$41,00. A alegação foi que os 44 agentes teriam faltado ao trabalho na campanha realizado pela prefeitura no dia Internacional do combate contra a AIDS no dia 01 de dezembro.

COORDENADORA MANDA OS AGENTES “CATAR LATINHAS”

A delegada afirma que todos os agentes assinaram o ponto nesse dia as 07:30 hrs da manhã, em seguida se dirigiram ao local de aglomeração, chegando lá, cobraram da coordenadora da campanha Cristina Coelho as suas camisetas padronizadas, a resposta foi de que não haviam mais camisetas: “Todos os funcionários estavam usando as camisetas, inclusive funcionários fora da área da saúde e os agentes ficaram sem as camisetas” disse Marli. Depois de tanta insistência, a coordenadora Cristina Coelho simplesmente mandou que os agentes de saúde fossem " CATAR LATINHAS". Irritados, os agentes foram trabalhar cada um em sua área de trabalho.


TESOUREIRA CHAMA SECRETÁRIO DE “VERME”

O desconto foi uma surpresa e considerado abusivo pelos 44 profissionais, já que os funcionários recebem R$714,00 reais bruto de salário, o valor descontado deveria ser de R$ 23,80 e não os R$41,00. A tesoureira Antonia Delma Góes Pinto foi argumentar com o secretário de saúde Jackson Roberto Pinheiro que não quis dar explicações sobre o desconto abusivo no salário, isso gerou uma troca de insultos entre ambos, a ponto da agente dizer que o secretario poderia ficar e fazer bom proveito desse dinheiro e acabou por chamá-lo de: "VERME", motivo pelo qual o secretario a suspendeu de suas funções por quinze dias e que ainda disse que entraria com uma ação judicial contra a tesoureira Antonias Goes.
A delegada disse : “O governo federal repassa para a prefeitura, um valor anual de R$ 2.200,00 para a manutenção de cada agente, que seria para a compra de fardamento, filtro solar, balanças e outros itens, porém eles nunca nos repassaram esse beneficio, nós temos que comprar as fardas do nosso próprio bolso” afirmou Marli .
Entre os documentos, ela apresentou a cópia do livro de ponto onde os agentes deram entrada as 07:30 hrs da manhã, mas o secretário mandou retirar o livro para que os agentes não pudessem comprovar a hora da saída, apresentou também folha de assinaturas das famílias visitadas naquela data, mas o secretário não quis aceitar os argumentos e disse “ Agora eu vou mostrar pra vocês quem é que manda aqui, se é o sindicato ou eu” teria afirmado Jackson Pinheiro, demonstrando todo seu autoritarismo.


DELMAR DISSE QUE ISSO FOI UMA LIÇÃO PARA OS AGENTES DE SAUDE

Devido a repercussão, o prefeito Delmar Sobrinho convocou imediatamente uma reunião no auditório da prefeitura, o qual disse “ Tudo o que aconteceu foi para dar uma lição aos os agentes de saúde e vou penalizar cada agente que não seguir as ordens”. Marli disse que vinte agentes de saúde compareceram na reunião, mas não se posicionaram pois temem represálias, os outros agentes são da zona rural e não puderam comparecer, “Fomos humilhados pelo prefeito que ainda mandou que eu me tirasse da reunião por 3 vezes”, Delmar ainda mandou que ela parasse de gravar a reunião dizendo que ela nunca mais assistiria a uma reunião da classe na prefeitura, “Sou delegado do sindicato e represento esta classe, como é que o prefeito pode me proibir de assistir a uma reunião¿”.
A vereadora Celma Coelho, que também é diretora do Centro de Saúde de Nova Olinda do Maranhão, ainda a teria chamado de saliente, por querer tumultuar a reunião, momento em que deram por terminada a reunião.

DENÚNCIA DE IRREGULARIDADES NO CGU FOi FEITA DESDE 2009

Ainda entre os documentos apresentados, há postos de PSF, que não oferecem a mínima condição de prestar atendimento, apresentou uma relação do CINES de profissionais da saúde que nunca prestaram serviços no municipio, entre eles um medico de nome Luis Felipe de Sousa, “Há dez anos sou agente de saúde em N. Olinda e nunca esse médico, Dr Felipe consultou um só paciente aqui” . Alem disso, outros cinco médicos constam na lista do CINES, mas nenhum deles nunca prestaram serviços nos PSFs do município.
Diante destas irregularidades, 3 vereadores do município, Hilclemar Sousa dos Santos, Miguel Alves dos Santos e Herbert dos Santos, assinaram uma denuncia e enviaram ao CGU/MA, protocolado no dia 05-11-2009 sob o nº 00209.000781/2009-42, ela estranha que a CGU nunca se pronunciou ou tomou providências. Marli disse que também procurou a promotoria pública em Sta Luzia do Paruá relatando os fatos ao promotor Dr Gustavo que na hora fez uma ligação ao órgão competente constatando as irregularidades, o promotor chegou a confirmar que os médicos realmente estavam cadastrados em Nova Olinda do Maranhão, mas até hoje a promotoria ainda não se pronunciou, ela aguarda o retorno do promotor do recesso para tratar deste assunto e também saber o motivo pelo qual existem no município 44 agentes de saúde e apenas dezoito detém a portaria da secretaria de saúde do município, a lei da portaria esta errada, uma vez que os agentes que detém portaria são tidos como contratados por tempo determinado e isso é inadmissível, só o prefeito pode resolver essa situação.

.
MARLI SANTOS TEME REPRESÁLIAS E DIZ CORRER RISCO DE VIDA

A delegada disse que sempre foi eleitora de Hemeterio Weba, mas ele nada fez a favor da classe até o momento. Disse também que os comentários na cidade são de que a família Weba não concorda com certas atitudes do atual prefeito Delmar Sobrinho.
Após sua entrevista na Radio Alvorada, a delegada Marli Santos ligou para a redação do programa “Mesa Redonda Debate” dizendo que seu marido ficou esperando sua chegada na entrada da cidade no ultimo sábado levando-a para outro município, pois de agora em diante eles temem por represálias e inclusive por risco de vida

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Agentes de Endemias Reividicam pagamento de Gratificações em Natal-RN.

 
 
              Como se não bastasse a iminência de uma epidemia de dengue, o Rio Grande do Norte agora tem mais uma preocupação. Desta vez, foram os agentes de saúde de endemias de Natal que resolveram ir às ruas e expor as condições de trabalho da categoria. Cerca de 230 profissionais realizaram, na manhã desta quarta-feira (2), um protesto para denunciar as dificuldades e exigir o pagamento de gratificações.
              A categoria, reunida em frente ao prédio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), onde está sendo realizada uma reunião, alega que é a única do funcionalismo público municipal que não recebe bonificações, apenas salário base, porcentagem por produtividade e insalubridade. De acordo com o diretor do Sindicato dos Agentes de Endemias do Rio Grande do Norte (Sindas), Jefferson Teixeira de Lima, a situação é agravada pelas “péssimas” condições de trabalho às quais os agentes são submetidos. “Hoje, nós temos muitas dificuldades para realizarmos nosso trabalho. Faltam materiais básicos, como luvas e lanternas. Isso sem falar no velho problema do inseticida, que já afastou muito gente do serviço. O produto é forte e, muitas vezes, somos obrigados a fazer a manipulação sem qualquer tipo de proteção”, revelou o diretor do Sindas.
              Segundo Jefferson Teixeira, também existe um déficit no contingente de agentes, o que acaba sobrecarregando os profissionais que estão nas ruas. “Hoje, nós somos um total de 430 profissionais na capital. Para que todas as casas fosse cobertas, sem sacrificar os agentes, seria necessária a contratação de mais 120 agentes”, argumenta o sindicalista.
 Para se ter ideia da dimensão do problema, em 2010, a capital potiguar não conseguiu realizar seis visitas a cada imóvel da cidade, que é a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para o combate à dengue.  Complicando ainda mais a situação, o Ministério Público Estadual recomendou à Prefeitura de Natal que alterasse a carga horária dos profissionais. Atualmente, os agentes cumprem expediente de seis horas corridas, das 7h às13h, mas devem passar a trabalhar oito horas a partir deste mês. 
          No entanto, apesar da alteração nos horários, o Sindas alega que os agentes não receberam os tickets alimentação e os vales-transporte referentes ao mês de fevereiro. “Nós não ligamos de ter dupla-jornada, mas precisamos ter as mínimas condições para exercer nosso ofício”, contestou Jefferson Teixeira. De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde Pública, Natal registrou mais da metade do total de notificações de casos de dengue do Rio Grande do Norte: 32 dos 57 casos.
 
 
 
 

O secretário municipal de Saúde, Thiago Trindade se pronunciou no começo de tarde desta quarta-feira (2) sobre os agentes de saúde de endemias de Natal que resolveram ir às ruas e expor as condições de trabalho. O secretário informou que muitas das acusações feitas pelos agentes são infundadas.

De acordo com Thiago Trindade os agentes estão descontentes em trabalhar às 8h impostas pelo Ministério Público Estadual e que antes deste aumento de horas as reclamações eram menores.

“Nós retiramos o vale alimentação, pois compensamos nos vales para que os agentes possam ir para casa almoçar e depois retornar a suas atividades, porém muitos deles estão revoltados com o aumento de horas, mas não fomos nós que exigimos isso, apenas estamos acatando a ordem do MP”, explica o secretário.

Outro ponto que foi abordado pelos manifestantes foi a falta de material para o desempenho das atividades dos agentes, porém Thiago Trindade informou que já foi solicitado um relatório a Secretaria Municipal de Planejamento, Fazenda e Tecnologia da Informação (Sempla), para informar a situação dos vales-transportes e a falta de material para trabalho.

“Já havia solicitado um relatório para assim saber qual a situação dos agentes, incluindo os vales-transportes e o material de trabalho, e me foi dado um prazo de oito horas para que eu possa tomar alguma atitude, mas é estranho que este protesto aconteça justamente quando o MP nos obrigou a aumentar as horas ”.

Thiago Trindade também informou que os agentes não citam o aumento de horas, “pois muitos deles desempenham mais de um trabalho e o trabalho de mais de seis horas os impede de fazer a jornada dupla que eles estão praticando”.
 
 
 

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Agentes de Saúde, à 02 meses sem receber o Salário em Sapé-PB.

 
MENSAGEM RECEBIDA EM O1/02/2011, EM MEU BLOG.
 
 
silvana azevedo
em 01/02/2011
 
Oi, companheiro eu sou de Sapé na Pb, e estamos há dois meses sem receber dinheiro,ligamos p/ o ministério e a única coisa que nos dizem é q o estado da Pb e mais outros,faltou orçamento o nosso gestor naum toma uma decisão e nós acs estamos numa situação precária, peço sua ajuda no que devemos fazer.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Agentes de Saúde tem Salários Cortados em Campo Grande-MS.

Na manhã desta sexta-feira (28/01/2011)  uma parcela dos agentes de saúde da Sesau (Secretaria de Saúde de Campo Grande), em greve há 24 dias, foram recebidos pelo prefeito Nelson Trad Filho (PMDB). Segundo representantes da categoria, no encontro informal Trad afirmou que “todos os 17 mil servidores estão de olho em vocês [agentes], então não posso ceder pra vocês”.


O prefeito ainda teria falado da situação jurídica dos trabalhadores, que tiveram o salário de janeiro cortado. A posição da prefeitura continua a mesma: que os grevistas voltem ao trabalho, para posteriormente recomeçar as negociações.

“Eu tenho que dar exemplo para o resto dos servidores. É desta forma que eu ajo com todas as categorias". afirmou o prefeito.


Nelson Trad se pronunciou durante uma mobilização de cerca de 300 agentes em frente à prefeitura de Campo Grande. Depois da reunião informal, os manifestantes seguiram pela avenida Afonso Pena, em direção ao centro da cidade.


“Hoje o objetivo é se manifestar, mostrar nossas reivindicações para a população, por isso viemos aqui onde tem muito fluxo de gente”, afirmou o agente epidemiológico Antônio Carlos da Silva, em frente à Praça do Rádio Clube.


Antônio, que é um dos representantes da classe em greve, se concentrou em esclarecer o que os agentes pedem: “não queremos aumento de salário, queremos apenas uma verba individual de R$ 714 enviados de bonificação pelo Governo Federal para cada agente de saúde. Hoje recebemos apenas R$ 154 desse valor. Não desejamos aumento do salário-base”, ressaltou o representante.


Um exemplo usado pelos manifestantes é a cidade de Três Lagoas, onde os agentes de saúde receberiam R$ 581 de base mais os R$ 714 de repasses federais. Em Campo Grande o salário-base é de R$ 524.
O manifesto começou por volta das 9h e termina ao meio-dia desta sexta.

Briga Judicial

A justiça considerou ilegal a representação da greve comandada pelo Sintesp (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Pública), porém o Tribunal de Justiça estabeleceu multa diária ao sindicato de R$ 25 mil por dia, que hoje já soma R$ 600 mil. O Sindicato se defende, e afirma que a greve é uma iniciativa dos próprios trabalhadores, e organizada através de assembleias.


A Sesau (Secretaria de Saúde de Campo Grande) informou que 208 dos 260 agentes de saúde convocados até agora para dar explicações da greve que teve início no último dia 3 de janeiro, tiveram o salário do mês de janeiro cortado.

Agentes que estão no período de estágio probatório podem ser exonerados.

Mais de 1,950 vagas para Agentes de Saúde em Belém-PA.

A Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Secretaria de Saúde (Sesma), iniciou as inscrições para o concurso público que deve preencher 2.573 vagas na área da saúde municipal. As vagas serão disponibilizadas para os níveis fundamental, médio e superior.
 
Segundo a Sesma, o maior número de vagas é para
os agentes comunitários de saúde (1.115)  e para os
agentes de combate de endemias (843).
 
De acordo com o diretor geral da Sesma, Marcus Alvarez, a maior quantidade de vagas nessa área é para triplicar os agentes que irão trabalhar no combate a endemias. “Tínhamos contratos temporários que encerraram. Agora resolvemos preencher as vagas com concursados”.
 
Ele também afirma que as outras vagas disponíveis no concurso são para fechar lacunas existentes com profissionais que estão faltando. “Por causa de possíveis surtos que possam acontecer de dengue e malária, temos que preencher as necessidades”. As outras vagas são para cargos de médico generalista (117), enfermeiro (117), psiquiatra (8), nutricionista (4), farmacêutico (4), educador físico (4), técnico em enfermagem (234) e assistente administrativo (117).
 
Ainda segundo a Sesma, existe a necessidade de novos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que vão atuar diretamente no Programa Saúde da Família (PSF), para reforçar as equipes que hoje estão carentes de médicos e ampliar o quadro para a criação de novas equipes.
 
Já o programa Agentes Comunitários de Saúde (ACS), que tem ações conjuntas com o programa “Saúde da Família”, também será reforçado e ampliado para dar uma cobertura de cerca de 70% aos bairros de Belém, com a contratação de 1.125 agentes comunitários de saúde, para atendimentos nos oito distritos administrativos de Belém.
 
(Diário do Pará)